Protestos contra o governo Dilma – 12/04 – Cidades, horários e locais

PROTESTOS 12/04 – CIDADES:

Fonte: http://vemprarua.org/cidades-participantes-protesto-dia-1204/

 

Acre (AC)

  • Capixaba – 14h00 – Palácio Rio Branco
  • Rio Branco – 14h00 – Palácio Rio Branco

Alagoas (AL)

  • Arapiraca – 15h00 – Bosque das Arapiraca
  • Maceió – 14h00 – Corredor Vera Arruda

Amapá (AP)

  • Laranjal do Jari – 14h00 – Rua Emílio Médici, 2093
  • Macapa – 15h00 – Praça da Bandeira

Amazonas (AM)

  • Manaus – 9h00 – Praça do Congresso

Bahia (BA)

  • Adustina – 8h30 – Praça Alice Virgens Vidal
  • Baixa Grande – 10h00 – Rodoviária Nova
  • Barra do Rocha – 13h00 – Praça de Eventos
  • Camacan – 11h30 – Praça da Matriz
  • Camaçari – 9h30 – Praça Desembargador Montenegro
  • Euranopolis – 9h00 – Praça das Bandeiras
  • Feira de Santana – 15h00 – Prefeitura
  • Guanambi – 10h00 – Praça do Feijão
  • Ilheus – 9h00 – Catedra – Centro
  • Itabuna – 15h00 – Jardim do Ó
  • Jequié – 15h00 – Praça do Viveiro – Campo do América
  • Juazeiro – 16h00 – Praça Santiago Maior
  • Luís Eduardo Magalhães – 9h30 – Frente à Prefeitura Municipal
  • Marcionilio Souza – 10h00 – Praça Oelegario Ferreira
  • Salvador – 9h00 – Farol Da Barra
  • Santo Antônio de Jesus – 16h00 – Praça do Táxi em Frente à Galeria Moura
  • São João Do Panelinha – 11h30 – Cesta do povo
  • Teixeira de Freitas – 9h00 – Em Frente ao Supermercado Casa Grande
  • Vitória da Conquista – 9h00 – Praça Guadalajara

Ceará (CE)

  • Fortaleza – 15h00 – Praça Portugal
  • Horizonte – 15h00 – Juvenal de Castro
  • Juazeiro do Norte – 15h00 – Praça Padre Cicero
  • Russas – 14h00 – Praça do Estudante – Ao Lado do Colégio Estadual
  • Tauá – 9h30 – Parque da Cidade

Distrito Federal (DF)

  • Brasilia – 9h30 – Museu da Republica
  • Taguatinga – 9h00 – Museu da República

Espírito Santo (ES)

  • Cachoeiro de Itapemirim – 9h00 – Centro
  • Castelo – 16h00 – Praça Tres Irmãos
  • Guarapari – 16h00 – Praça do Radium Hotel, Praia da Areia Preta – Centro
  • Linhares – 16h00 – Praça 22 de Agosto – Centro
  • Vila Velha – 15h00 – 3 terceira ponte, em frente ao shopping
  • Vitória – 16h00 – Praça do Papa

Goiás (GO)

  • Abadia de Goias – 14h00 – Praça Matriz
  • Alexânia – 9h00 – Praça da Prefeitura para Brasília
  • Anápolis – 15h00 – Praça Dom Emanuel – Bairro: Jundiaí
  • Goianésia – 11h00 – Av. Goiás com Av. Brasil
  • Goiania – 14h00 – Praça Tamandaré
  • Ipameri – 16h00 – Praça da Liberdade
  • Mineiros – 7h00 – Feira Livre do Bairro Mineirinho
  • Santa Helena de Goias – 15h00 – Praça da Matriz

Maranhão (MA)

  • Caxias – 15h00 – Praça da Matriz
  • Chapadinha – 16h00 – Praça Coronel Luis Vieira Centro
  • Imperatriz – 16h00 – Praça de Fatima
  • São João dos Patos – 15h00 – Praça de Eventos Júlio Antônio Macedo
  • São Luís – 9h00 – Av. Litorânea (Praça da Alimentação)
  • Satubinha – 14h00 – Centro

Mato Grosso (MT)

  • Alta floresta – 16h00 – Praça do Avião
  • Barra do Garças – 17h00 – Praça dos Garimpeiros
  • Cáceres – 16h00 – Praça da Sematur
  • Campo Verde – 9h30 – Praça João Paulo II
  • Canarana – 9h00 – Avenida Rio Grande do Sul
  • Cuiabá – 16h00 – Praça Ipiranga
  • Rondonópolis – 16h00 – Rondon Plaza Shopping
  • Sinop – 16h00 – Praça da Bíblia

Mato Grosso do Sul (MS)

  • Amambai – 15h00 – Rodoviária
  • Campo Grande – 16h00 – Praça do Rádio
  • Corumbá – 15h00 – Rua Frei Mariano em frente ao Riachuelo
  • Dourados – 15h00 – Praca da Igreja Maior
  • Extrema – 16h00 – Praça Presidente Vargas
  • Ivinhema – 8h00 – Em frente do Zoologico
  • Maracaju – 14h00 – Rua 11 de Junho
  • Ponta Porã – 17h00 – Avenida Brasil, em frente a Câmara Municipal

Minas Gerais (MG)

  • Araxá – 15h00 – Igreja Matriz São Domingos De Araxá
  • Barbacena – 16h30 – Praça dos Andradas
  • Belo Horizonte – 10h00 – Praça da Liberdade
  • Betim – 9h00 – Praça Milton Campos
  • Bocaina de Minas – 16h00 – Praça da Igreja
  • Bocaiuva – 19h00 – Praça Wan Dick Dumont
  • Buenópolis – 10h00 – Praça da Matriz
  • Cambuquira – 10h00 – Em frente ao Parque das Águas
  • Carangola – 10h00 – Praça Coronel Maximiano
  • Caratinga – 9h30 – Praça do Relógio
  • Carmo de Minas – 9h00 – Praça da Estação
  • Carvalhopolis – 13h30 – Praça Monsenhor Dutra
  • Cataguases – 9h00 – Praça Rui Barbosa
  • Contagem – 15h00 – Sambódromo
  • Coronel Fabriciano – 9h00 – Praça da Bíblia
  • Divinópolis – 9h30 – Praça do Santuário
  • Frutal – 15h00 – Praça da Matriz
  • Funilandia – 10h00 – Praça da Cidade
  • Governador Valadares – 9h00 – Praça dos Pioneiros
  • Guaxupe – 10h00 – Praça da Saudade
  • Ipatinga – 10h00 – Praça da Prefeitura
  • Itabira – 9h30 – Praça Acrísio Alvarenga
  • Ituiutaba – 15h00 – Praça do Forum
  • Januaria – 9h00 – Prefeitura
  • Juiz de fora – 14h00 – Praça de São Mateus
  • Lavras – 10h00 – Praça Augusto Silva
  • Mato Verde – 9h30 – Praça Geraldo Queremente Alves
  • Montes Claros – 9h00 – Avenida Sanitária em frente ao SENAC
  • Nova Serrana – 15h30 – Avenida da Pista de Culper
  • Ouro Fino – 16h00 – Prefeitura
  • Paracatu – 14h00 – Prefeitura
  • Passos – 14h30 – UEMG/FESP
  • Patos de Minas – 10h00 – Praça do Fórum
  • Poços de Caldas – 15h00 – Praça Doutor Pedro Sanches
  • Pompeu – 10h00 – Praça Leonardo Campos
  • Pouso Alegre – 9h00 – Praça Senador José Bento – Catetral
  • Sabará – 10h00 – Praça Santa Rita – Centro
  • Sacramento – 10h00 – Benedito Valadares
  • Santa Rita do Sapucai – 14h00 – Praça Santa Rita
  • São João Del Rei – 10h30 – Largo Igreja São Francisco
  • São Lourenço – 15h30 – Praça João Lage (Praça Brasil)
  • Sao Sebastiao do Paraiso – 15h00 – Praça da Matriz
  • Serra Azul de Minas – 16h00 – Praça da Igreja Matriz
  • Sete Lagoas – 16h00 – Praça Dom Carlos Carmelo Mota (Feirinha)
  • Teófilo Otoni – 10h00 – Praça Tiradentes
  • Timóteo – 10h00 – Praça Primeiro de Maio – Coreto
  • Ubá – 15h00 – Praça São Januário
  • Uberaba – 15h00 – Av. Leopoldino De Oliveira (BRT Uberabão)
  • Uberlândia – 10h00 – Praça Tubal Vilela
  • Varginha – 10h00 – Praça Central
  • Viçosa – 14h00 – 4 Pilastras da UFV

Pará (PA)

  • Cameta – 10h00 – Praça dos Notaveis
  • Castanhal – 10h00 – Praça Cristo Redentor
  • Paragominas – 16h00 – Praça Celio Miranda
  • Altamira – 9h00 – Orla da cidade
  • Belém – 9h00 – Escadinha da Estação das Docas
  • Belterra – 16h30 – Campo do Flamengo na Estrada 8
  • Marabá – 15h00 – Praça Duque de Caxias
  • Marituba – 16h00 – Praça da Matriz
  • Mocajuba – 10h00 – Praça do Estudante
  • Santa Isabel do Pará – 15h00 – Praça da Matriz
  • Santarém – 16h30 – Praça São Sebastião
  • Santo Antonio do Taua – 9h30 – Terminal Rodoviario

Paraíba (PB)

  • Campina Grande – 14h00 – Praça da Bandeira
  • João Pessoa – 15h00 – Busto de Tamandaré

Paraná (PR)

  • Cascavel – 15h00 – Catedral Nossa Senhora Aparecida
  • Apucarana – 15h00 – Praça Rui Barbosa
  • Araucária – 12h30 – Rodovia do Xisto – Auto Peças Araucárias
  • Campo Largo – 16h00 – Praça Getúlio Vargas
  • Campo Mourão – 16h00 – Praça São José
  • Capanema – 9h00 – Praça Central
  • Corbelia – 15h30 – Praça da Igreja Matriz
  • Curitiba – 14h00 – Praça Santos Andrade
  • Foz do Iguacu – 9h30 – Praça do Mitre
  • Francisco Beltrão – 15h00 – Calçadão Central
  • Irati – 15h30 – Praça da Bandeira
  • Lapa – 15h00 – Rodoviária Municipal – Avenida Dr. Manoel Pedro
  • Londrina – 15h00 – Colégio Vicente Rijo
  • Maringá – 14h00 – Praça da Catedral
  • Medianeira – 16h00 – Praça Ângelo Darolt
  • Paranavai – 9h00 – Praça dos Pioneiros
  • Pato Branco – 15h00 – Avenida Tupi, em frente ao Posto Tigrão
  • Pinhais – 13h30 – Camilo di Lelis
  • Ponta Grossa – 15h00 – Praça dos Polacos
  • Rio Negro – 14h00 – Trevo da Sanepar- Rua Vicente Machado
  • Santo Antonio da Platina – 10h00 – Praça da Matriz
  • São Mateus do Sul – 14h00 – Igreja Matriz
  • Telemaco Borba – 10h00 – Pateo da Rodoviaria
  • Toledo – 17h00 – Parque Ecológico Diva Pain Barth
  • Ubiratã – 15h00 – Praça da Seringueira – Prefeitura
  • União da Vitoria – 14h00 – Santander – Calcadão
  • Wenceslau Braz – 11h00 – R. 7 de Setembro em frente o CESP

Pernambuco (PE)

  • Aguas Belas – 15h00 – Praça Nossa Senhora da Conceicao
  • Carpina – 14h00 – Praça Jose Otavio
  • Jurema – 16h00 – Praça Nossa Senhora da Conceição
  • Olinda – 9h00 – Av. Governador Carlos de Lima Cavalcante
  • Orobó – 16h00 – Pátio de Eventos (Quadra Central)
  • Petrolina – 9h30 – Praça Dom Malam
  • Recife – 14h00 – Avenida Boa Viagem (em frente à Pracinha de Boa Viagem)
  • Sirinhaém – 10h00 – Prefeitura Velha

Piauí (PI)

  • Floriano – 9h00 – Praça Dr. Sebastião Martins
  • Parnaiba – 16h00 – Balão do Mirante em frente à UFPI
  • São Raimundo Nonato – 9h30 – Avenida dos Estudantes
  • Teresina – 16h00 – Av.Marechal Castelo Branco – Alepi

Rio de Janeiro (RJ)

  • Barra Mansa – 9h00 – Praça Matriz no Centro
  • Cabo Frio – 14h00 – Praça das Aguas
  • Campos dos Goytacazes – 15h00 – Jardim do Liceu
  • Itaguai – 10h30 – Calcadão
  • Itaguai – 14h00 – Praça Central
  • Macaé – 9h30 – Igreja Nossa Sra. Da Glória
  • Niteroi – 9h30 – Praia de Icaraí em frente a Reitoria da UFF
  • Nova Friburgo – 16h00 – Centro de Turismo
  • Petrópolis – 15h00 – Praça Don Pedro (no centro)
  • Resende – 13h30 – Rua Alfredo Whately , (calçadão) em frente à loja PLAYBOY.
  • Rio de Janeiro – 11h00 – Orla de Copacabana, Posto 5
  • Teresopolis – 14h00 – Parque Regadas
  • Volta Redonda – 9h30 – Praça Brasil

Rio Grande do Norte (RN)

  • Caico – 16h00 – Em frente a rodoviaria, Av Renato Dantas
  • Canguaretama – 16h00 – Shompim
  • Lajes – 14h00 – Prefeitura
  • Mossoró – 15h00 – Praça do Diocesano
  • Natal – 15h00 – Midway Mall
  • Pau dos Ferros – 17h00 – Praça de Eventos

Rio Grande do Sul (RS)

  • Alegrete – 15h30 – Praça Nova – Camelódromo
  • Alvorada – 14h00 – Praça João Goulart (Praça Central)
  • Bagé – 16h00 – Praça Esporte
  • Bento Gonçalves – 15h00 – Via Del Vino
  • Cachoeira do Sul – 16h00 – Praça da Matriz
  • Cachoeirinha – 15h00 – Em frente à Prefeitura
  • Campo Bom – 9h00 – Largo Irmãos Vetter
  • Caxias do Sul – 15h00 – Praça Dante
  • Coronel Bicaco – 15h30 – Praça Municipal
  • Cruz Alta – 15h00 – Av. General Osório
  • Erechim – 15h00 – Praça da Bandeira
  • Farroupilha – 16h00 – Praça da Bandeira
  • Garibaldi – 16h00 – Av Independência
  • Gravataí – 16h00 – Parcão
  • Imbé – 15h00 – Prefeitura
  • Lajeado – 16h00 – Parque dos Dick
  • Novo Hamburgo – 15h00 – Praça Punta Del Este
  • Passo Fundo – 15h00 – Praça da Mãe
  • Pelotas – 15h00 – Praça Coronel Pedro Osorio
  • Porto Alegre – 15h00 – PARCÃO – Parque Moinhos de Vento
  • Rio Pardo – 16h00 – Praça da Matriz
  • Santa Cruz do Sul – 16h00 – Praça da Bandeira
  • Santa Maria – 14h00 – Praça Saldanha Marinho
  • Santana do Livramento – 15h00 – Parque Internacional
  • Santo Ângelo – 16h00 – Praça da catedral
  • São Borja – 16h00 – Parque General Vargas
  • São Gabriel – 16h00 – Largo da Estação Férrea
  • Taquara – 14h00 – Câmara Municipal
  • Torres – 15h00 – Praça XV de Novembro
  • Três de Maio – 17h00 – Praça da Bandeira
  • Uruguaiana – 16h00 – Praça Barão do Rio Branco

Rondônia (RO)

  • Ariquemes – 15h00 – Praça da Vitória
  • Canoas – 13h00 – Em frente a Prefeitura
  • Porto Velho – 15h00 – Praça das 3 Caixas D’Água
  • Presidente Medici – 12h00 – Auto Posto Santa Maria

Roraima (RR)

  • Boa Vista – 16h00 – Praça do Centro Cívico

Santa Catarina (SC)

  • Balneário Camboriú – 15h00 – Praça Almirante Tamandaré
  • Balneário Picarras – 14h00 – Praia Central
  • Blumenau – 16h00 – Praça Victor Konrr
  • Braço do Norte – 15h00 – Igreja Matriz
  • Brusque – 16h00 – Cruzamento do HSBC
  • Campos Novos – 16h00 – Praça Lauro Muller
  • Chapecó – 9h00 – Praça Coronel Bertaso
  • Concórdia – 15h00 – Posto Lamonato
  • Criciúma – 15h00 – Parque da Nações
  • Curitibanos – 14h30 – Praça da República
  • Florianópolis – 16h00 – Trapiche da Beira-Mar
  • Itapema – 15h00 – Praça da Paz
  • Jaraguá do Sul – 15h00 – Praça Ângelo Piazeira
  • Joinville – 16h00 – Praça da Bandeira
  • Lages – 10h00 – Estatua Antonio Correia Pinto
  • Laguna – 16h00 – Centro Executivo Tordesinhas
  • Mafra – 14h00 – Trevo da Sanepar em Rio Negro
  • Maravilha – 15h00 – Praça da Matriz
  • Nova Trento – 14h00 – Praça Getúlio Vargas
  • Rio do Sul – 16h00 – Parque Harry Hobus
  • São Bento do Sul – 16h00 – Praça Getulio Vargas (em frente a matriz)
  • São João Batista – 14h00 – Praça Dep. Walter Vicente Gomes
  • Taió – 16h00 – Clube Esportivo União
  • Timbó – 9h00 – Prefeitura
  • Tubarão – 16h00 – Museu

São Paulo (SP)

  • Águas da Prata – 14h30 – Praça da Bandeira
  • Americana – 16h00 – Praça do Trabalhador
  • Araçatuba – 9h30 – Praça Getulio Vargas
  • Araraquara – 15h00 – Praça Scalamandré Sobrinho
  • Arujá – 14h00 – Praça Benedito Ferreira Franco
  • Atibaia – 9h00 – Praça da Matriz
  • Auriflama – 15h00 – Praça da Benetoli
  • Avaré – 14h00 – Concha Acústica
  • Barretos – 15h00 – Região Lagos – Forum
  • Barueri – 14h00 – Boulverd Centro
  • Bauru – 9h00 – Avenida Getúlio Vargas, em frente a Polícia Federal
  • Bebedouro – 9h30 – Concha Acústica
  • Birigui – 9h00 – Praça Dr. Gama
  • Botucatu – 15h00 – Largo São José (AAB)
  • Bragança Paulista – 14h00 – Praça Raul Leme (Praça da Igreja Matriz)
  • Cajati – 14h00 – Patio do Magnanimo
  • Campinas – 9h00 – Largo do Rosário
  • Capivari – 14h00 – Praça Central
  • Catanduva – 14h00 – Praça da Matriz
  • Cerquilho – 15h00 – Praça do Convivio
  • Coroados – 9h00 – Praça Central
  • Cosmopolis – 12h00 – Praça da Patria
  • Dracena – 16h00 – Praça Arthur Pagnozzi
  • Fernandópolis – 10h00 – Praça da Matriz
  • Franca – 10h00 – Concha Acústica
  • Francisco Morato – 14h00 – Praça do Coreto
  • Garça – 16h00 – Concha Acustica no Lago
  • General Salgado – 9h30 – Calcadão
  • Guararema – 14h00 – Pau D’agua – Centro
  • Guaratinguetá – 15h00 – Av. Joao Pessoa
  • Guariba – 15h00 – Praça Silvio Vaz de Arruda
  • Guarujá – 14h00 – Praça das Bandeiras – Pitangueiras
  • Guarulhos – 10h00 – Av. Paulo Faccini
  • Holambra – 9h00 – Ginasio de Esportes
  • Hortolândia – 15h00 – Av. Santana
  • Indaiatuba – 10h00 – Pq. Ecológico – Estacionamento Principal
  • Itapetininga – 15h00 – Praca dos Amores
  • Itapeva – 16h00 – Praça de Eventos Zico Campolin
  • Itatiba – 14h00 – Praça da Bandeira
  • Itu – 9h30 – Praça Padre Miguel
  • Jacarei – 10h00 – Parque da Cidade
  • Jales – 15h00 – Praça do Jacaré
  • Jau – 9h30 – Praça Centenario
  • João Ramalho – 15h00 – Rua Vitoria, 105
  • Jundiaí – 9h30 – Avenida 9 de Julho
  • Junqueiropolis – 16h00 – Praça Centenario
  • Juquia – 15h30 – Centro de Eventos
  • Laranjal Paulista – 10h30 – Praça do Cemitério
  • Lençóis Paulista – 15h00 – Praça do Tonicão
  • Limeira – 9h30 – Praça Toledo de Barros
  • Lins – 9h30 – Praça da Igreja Dom Bosco
  • Lorena – 16h00 – Praça Arnolfo de Azevedo
  • Marília – 15h00 – Av. Sampaio Vidal ( Em frente a prefeitura )
  • Matão – 16h00 – Praça Alfredo de Paiva garcia
  • Mococa – 10h00 – Praça da Cidadania
  • Mogi das Cruzes – 9h00 – Praça Oswaldo Cruz
  • Mogi-Guaçu – 14h00 – Campo da Brahma
  • Monte Aprazivel – 9h30 – Praça Igreja VIla Araujo
  • Osasco – 14h00 – Prefeitura
  • Ourinhos – 16h00 – Praça Melo Peixoto
  • Paraguacu Paulista – 16h00 – Praça da Matriz
  • Paraiso – 15h00 – Praça do Estudante
  • Paulinia – 11h00 – Em frente a Câmara dos Vereadores
  • Peruibe – 14h00 – Av.da Praia (em frente ao Predio Redondo)
  • Pindamonhangaba – 15h00 – Praça Monsenhor Marcondes (Cascata)
  • Piracicaba – 9h30 – Praça José Bonifacio
  • Pirajuí – 10h00 – Parque do Povo
  • Praia Grande – 15h00 – Av. Costa e Silva com Av. Castelo Branco (orla da praia)
  • Presidente Epitácio – 9h00 – Praça do Cruzeiro
  • Presidente Prudente – 9h00 – Parque do Povo
  • Presidente Venceslau – 9h00 – Praça do Correio
  • Promissão – 10h00 – Praça Nove de Julho
  • Registro – 16h00 – Prefeitura
  • Ribeirão Preto – 10h00 – Praça Carlos Gomes
  • Rio Claro – 9h30 – Avenida 1 (esquina com rua – Jardim Público)
  • Sales Oliveira – 16h00 – Ginasio Durval Borsato
  • Salto – 16h00 – Praça XV
  • Santa Bárbara D’Oeste – 16h00 – Prefeitura
  • Santa Cruz do Rio Pardo – 10h30 – Em frente à Câmara Municipal
  • Santa Fé do Sul – 15h00 – Praça da Matriz
  • Santa Rita do Passa Quatro – 14h30 – Praça Mario Matoso (Estação)
  • Santo André – 10h00 – Paço Municipal
  • Santos – 16h00 – Praça Independência
  • São Bernardo do Campo – 9h30 – Paço Municipal
  • São Carlos – 15h00 – Praça do Mercado Municipal
  • São João da Boa Vista – 9h00 – Praça Coronel Joaquim José
  • São José do Rio Preto – 9h30 – Mercadão Municipal
  • São José dos Campos – 14h00 – Praça Afonso Pena
  • São Paulo – 14h00 – Av. Paulista com a Pamplona
  • São Sebastião – 14h00 – Praça do Coreto
  • São Vicente – 14h00 – Praça Tom Jobim
  • Sertãozinho – 9h30 – Praça 21 de Abril
  • Sorocaba – 16h00 – Praça da Amizade (em frente ao CIC)
  • Sumaré – 10h00 – Praca das Bandeiras – Centro
  • Tatui – 16h00 – Praça da Matriz
  • Taubaté – 15h00 – Praça General Júlio Marcondes Salgado (batalhão da polícia militar)
  • Tietê – 15h00 – Praça Dr. Elias Garcia – centro
  • Tupã – 9h30 – Praça da Bandeira
  • Valinhos – 14h00 – Prefeitura
  • Vinhedo – 14h00 – Prefeitura
  • Votuporanga – 9h30 – Praça Matriz

Sergipe (SE)

  • Aracaju – 15h00 – Mirante da 13 de Julho

Tocantins (TO)

  • Colinas do Tocantins – 9h00 – Av. Pedro Ludovico com Rua 3 (Centro)
  • Lagoa da Confusão – 16h00 – Orla da Lagoa
  • Palmas – 16h00 – Praça dos Girassóis

EXTERIOR (horário local)

  • Atlanta – EUA – 14h00 – Piedmont Park no Park Tavern
  • Bariloche – Argentina – 15h00 – Centro Civico de Bariloche
  • Bergen – Noruega – 14h30 – Ole Bull Plass
  • Bregenz – Austria – 14h00 – Bregenz Zentrum
  • Brisbane – Australia – 11h00 – King George Square
  • Dublin – Irlanda – 12h00 – Block 8, Harcourt Centre Charlotte Way Dublin 2, Irlanda
  • Lisboa – Portugal – 15h00 – Praça Lluís de Camões
  • Londres – UK – 15h00 – Embaixada Brasileira
  • Melbourne – Austrália – 16h00 – Federation Square
  • New York – EUA – 14h00 – Times Square
  • Orlando – EUA – 13h00 – 5403 Internacional Dr – Banco do Brasil
  • Porto – Portugal – 14h00 – Embaixada Brasileira
  • San Francisco – EUA – 11h00 – Justin Herman Plaza
  • Santiago – Chile – 10h30 – Avenida Apoquindo 3039
  • Seatle – EUA – 14h00 – Seatlle Mall
  • Sidney – Australia – 16h00 – Martin Place
  • Toronto – Canada – 14h00 – Queen’s Park
  • Washington DC – EUA – 11h00 – Consulado Geral do Brasil
  • Zurich – Suiça – 14h00 – Helvetiaplatz Zürich

Cidades confirmadas pelo Movimento Brasil Livre

Confira a lista de cidades confirmadas pelo Movimento Brasil Livre (clique na imagem para ampliar), curta a página no Facebookhttps://www.facebook.com/mblivre

:

Coisa de louco

                Estão acontecendo coisas no Brasil, de hoje, que nem assombração em noite escura faz que si fique com a boca aberto por tanto tempo.

        Abre-se a TV e de repente um noticiário extra: “Justiça determina a prisão do tesoureiro do PT. Não é coisa de outro mundo?

        Chega à sua casa a Folha de São Paulo e o título: “CGU ESPEROU ELEIÇÃO DE DILMA PARA ABRIR PROCESSO, DIZ DELATOR”. O escândalo, que era nacional, passou a ser internacional.  Parece que subimos de status”.

        Nova notícia pela TV: “ Não é só o tesoureiro do PT. Está preso, também,a cunhada.”  Correndo as notícias na internet parece que um brasileiro teve um desmaio, pois era a luz que se fazia no País.

        Novo escândalo. Roubo na Eletronorte e gente presa. Parece que não acaba mais.

        O mundo político se agita. A Presidente deixou de ser a Presidente da República Federativa do Brasil para ser a Rainha do Brasil. Voltamos ao Império. Há quem diga que assim a coisa melhore.

Grupo Guararapes

Dilma pedala para não cair

A petista falhou em garantir a boa aplicação dos recursos dos contribuintes para promover o bem comum. Não há, na esfera administrativa, crime que possa ser mais grave que este

As “pedaladas fiscais” apontadas pelo Tribunal de Contas da União não são atos isolados. A irresponsabilidade no trato dos recursos públicos marcou, de maneira indelével, o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff. Se não é crime gastar mal o dinheiro do contribuinte, o que mais pode ser?

Os técnicos do TCU identificaram operações ilegais no valor de R$ 40,2 bilhões realizadas entre 2013 e 2014. O montante refere-se a programas sociais que deveriam ser sustentados pelo Tesouro, mas foram bancados por bancos oficiais. Na prática, Caixa, Banco do Brasil, BNDES e FGTS financiaram o governo, o que é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). (Está tudo rigorosamente descrito nas 96 páginas do relatório

A irresponsabilidade da gestão Dilma apontada pelo TCU é reiterada – assim como o é o comportamento criminoso do ex-tesoureiro João Vaccari. Durante os quatro anos do primeiro mandato, a presidente e sua equipe se especializaram em dar nó nas contas públicas. Difícil acreditar que não tenham agido de caso pensado e perseverado no crime.

Como, por exemplo, quando, no apagar das luzes do ano passado, aprovaram no Congresso projeto de lei para maquiar as contas, alterar a meta fiscal e tentar livrar de antemão a cara da presidente de punições previstas na LRF. A alquimia fez déficit virar superávit, mas o que a base aliada docilmente chancelou o TCU não engoliu.

Uma vez confirmada, a decisão do TCU pode implicar em rejeição das contas de Dilma de 2014 e, no limite, na imputação a ela de crime de responsabilidade, passível de impeachment. As 17 autoridades citadas têm 30 dias para tentar explicar o inexplicável.

Ontem o governo lançou como defesa o argumento de sempre: faz o que sempre foi feito. Não é o caso. A balbúrdia fiscal que o país hoje assiste é mais um episódio da série “nunca antes na história deste país”. Para piorar, o comportamento delituoso persiste: neste ano, pagamentos do Tesouro ao BNDES pelo PSI continuam atrasando, mostrou o Valor Econômico

Prova mais evidente de que Dilma e sua equipe agiram de maneira irresponsável é o estado lastimável em que as contas públicas hoje se encontram. Em 12 meses até março, o país exibe déficit primário de 0,7% do PIB e nominal (que inclui pagamento de juros) de 7,3%. São os piores resultados da série histórica do Banco Central e decorrem justamente de maquiagens feitas em 2014.

O desempenho entre 2011 e 2014 é outro capítulo à parte. Em termos nominais, ou seja, sem considerar a inflação do período, a dívida bruta brasileira cresceu R$ 1,2 trilhão e aumentou dez pontos percentuais em relação ao PIB nos quatro anos da petista.

Do exame do calamitoso desempenho das contas públicas sob a responsabilidade de Dilma Rousseff decorre constatação cristalina: a presidente falhou em garantir a boa aplicação dos recursos tomados junto aos contribuintes para promover o bem comum dos brasileiros. Não há, na esfera administrativa, crime que possa ser mais grave que este.

 INSTITUTO TEOTÔNIO VILELA

Aleluia pede cassação de registro do PT por submissão ao Foro de SP

A polêmica vinculação do PT ao Foro de São Paulo é alvo de representação à Procuradoria Geral da República, protocolada pelo deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA). A medida requer a instauração de procedimento investigativo para apuração de ilícitos cometidos pelo Partido dos Trabalhadores que ferem o ART. 28 da Lei nº 9.096/95, tais como subordinação à entidade estrangeira, manutenção de organização paramilitar e recebimento de recursos financeiros de procedência estrangeira.
“Não faltam fatos que evidenciam essas ilegalidades praticadas pelo PT, um partido que, no poder, tem subordinado os interesses nacionais às orientações dessa entidade alienígena que congrega ditaduras latino-americanas”, diz Aleluia.  Diante disso, o deputado democrata espera que seja investigada a fundo a relação do Partido dos Trabalhadores com o Foro de São Paulo e que, se constatada a afronta à legislação brasileira, o Tribunal Superior Eleitoral anule seu registro partidário.
A subordinação do PT ao Foro de São Paulo, de acordo com Aleluia, é flagrante em frequentes pronunciamentos públicos do ex-presidente Lula e em atas e resoluções da entidade. “As próprias posturas adotadas pelo atual governo petista, em diversas ocasiões, demonstram a submissão aos interesses do organismo multinacional, criado pelos ditadores Fidel Castro e o falecido Hugo Chavéz, além do próprio Lula”.
Para Aleluia, a manutenção de organização paramilitar no Brasil ficou clara, quando recentemente Lula, em evento público, convocou o “exército de Stédile”, referindo-se ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e seu líder João Pedro Stédile, para a suposta defesa do Governo de Dilma Rousseff e da Petrobras.
Já o recebimento de recursos estrangeiros para financiamento de campanhas petistas foi atestado pelo ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, em depoimento à CPI da Petrobras. “Barusco afirmou que a empresa holandesa SBM deu trezentos mil dólares para a campanha presidencial de 2010, que foram repassados ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto”, lembra Aleluia.

NOTA DOS DELEGADOS DA POLÍCIA FEDERAL

Delegados da Polícia Federal DIVULGA NOTA :

“O que a entidade rejeita é a intenção de um controle exclusivo do Ministério Público Federal sobre a Polícia Federal. Tendência essa cada vez mais evidenciada na postura institucional do Ministério Público Federal de promover o esvaziamento e o enfraquecimento da Polícia Federal com o nítido objetivo de transformá-la de uma polícia judiciária da União em uma verdadeira polícia ministerial, sob o comando de Rodrigo Janot”.

Aecio-Neves-Foto-George-Gianni-31

Entrevista com Aécio Neves

Assuntos: crime de responsabilidade apontado pelo TCU, impeachment, reforma política e fim da reeleição.

Seguem principais trechos da entrevista.

Sobre decisão do TCU que considerou crime o uso dos bancos públicos para manobras fiscais realizadas pelo governo Dilma.

Segundo o TCU, é crime de responsabilidade. O que precisamos agora averiguar é quais foram os responsáveis por essa fraude, porque há uma proibição formal. Os bancos públicos não podem emprestar para o Tesouro. E foi isso que, de forma maquiada, a última equipe econômica fez.

Mas temos que ir além disso. Fez em benefício de quem? Portanto, estamos aqui com absoluta serenidade analisando essa sucessão de denúncias que não cessam para que, se caracterizado, na avaliação, de juristas respeitáveis do Brasil, que tenha havido crime de responsabilidade, a nossa obrigação é realmente apresentar algo para se coibir esse crime e para punir os responsáveis por ele. Portanto, o TCU, e não nós (oposição), afirma que houve o cometimento de crime pela equipe econômica. Nós temos que ver se esse crime ele se limita à equipe econômica ou se vai além dela.

Essa decisão do TCU abre caminho para um pedido de impeachment?

Eu tenho tido muita cautela quando se fala em impeachment. O que eu quero reiterar aqui hoje é que essa não é uma palavra proibida. Impeachment é uma previsão constitucional, mas para que ela ocorra é preciso que haja algo factual, é preciso que haja caracterização de crime de responsabilidade.

O TCU aponta que houve um crime de responsabilidade, mas o relatório o limita ao ministro da Fazenda. Nós temos que examinar se é possível limitar esse crime apenas àqueles que eventualmente cumpriam orientação de quem teria sido beneficiário maior daquela decisão. E outras questões estão na pauta. Um grupo de deputados da CPI (da Petrobras) está indo a Londres para ouvir o funcionário de uma empresa que em agosto entregou documentos à CGU comprobatório do pagamento de propina a dirigentes da Petrobras por parte dessa empresa SBM, dessa empresa holandesa. A Controladoria Geral da União, que tem o dever de zelar pela transparência na gestão pública, omitiu dos cidadãos brasileiros essas gravíssimas informações até que se terminasse o período eleitoral. Será que isso também não é crime de responsabilidade?

Então, estamos avaliando. Não é um julgamento político que eu faço. Temos sim, e não apenas o PSDB, o compromisso dos partidos de oposição de agirem juntos nessa questão, conectados com o sentimento amplo da sociedade brasileira. Vamos ter a responsabilidade e a prudência para tomar qualquer decisão, mas vamos ter a coragem, se considerarmos que houve cometimento de crime de responsabilidade, nós vamos agir como determina a Constituição.

Sobre as mudanças que PSDB defende na reforma política.

O consenso é o nosso objetivo.  As virtudes jamais estão nos extremos, geralmente estão no meio.  Percebo que há aqui, pelo menos pelos depoimentos que ouvi, posições de vários partidos favoráveis ao voto distrital misto, seja o modelo alemão, com dois votos, um candidato do distrito e outro mista, seja o modelo coreano, da Coreia do Sul, que é um voto apenas para definir inclusive a composição da lista.

Mostrei aqui a enorme preocupação com a proposta do distritão, que descaracteriza, que fragiliza e que a meu ver aniquila com os partidos políticos. Cada deputado eleito será dono do seu próprio mandato, sem qualquer tipo de responsabilidade partidária. E nós que vivemos em uma democracia participativa não conseguiremos avançar na definição de reformas estruturais ou das graves questões nacionais, sem que os partidos políticos existam e funcionem e estejam conectados com a sociedade. Portanto, essa é uma questão central para nós.

Em relação ao financiamento de campanha, nós apresentamos uma proposta inovadora, que garante o financiamento misto. Em primeiro lugar propaganda eleitoral sem trucagem, sem essa marquetagem sem limites, sem esse ilusionismo que nós assistimos na última eleição. É o candidato pessoalmente com debates entre os candidatos que deverá orientar a campanha eleitoral. O custo será infinitamente menor do que o custo das campanhas na televisão hoje.

Estamos propondo que as pessoas físicas possam doar aos candidatos até determinado limite. Esse limite terá que ser discutido na Comissão, um limite razoável, aceitável. E pessoas jurídicas também, com limites muito mais estreitos, possam doar aos partidos políticos que irão, de forma isonômica, atender aos candidatos tanto majoritários como os candidatos proporcionais. Tanto a questão do sistema, – e defendemos o sistema eleitoral distrital misto – quanto a questão do financiamento, acho que as propostas do PSDB estão no centro, não estão nos extremos. E por isso tenho confiança de que elas possam eventualmente ser aprovadas ou até aprimoradas na Comissão e no plenário.

Agora é a última chance que o Brasil moderno tem de fazer uma reforma política, porque hoje na Câmara já são 28 partidos, depois da próxima eleição vão ser mais de 40 partidos. E aí, infelizmente, as negociações se tornarão quase que impossíveis.

O sr. defende um teto para as doações tanto de pessoas físicas quanto jurídicas aos candidatos? Um teto único para presidente e para deputados?

É fundamental que haja, senão vamos continuar assistindo a essas distorções que vimos nas últimas eleições, não apenas presidenciais, onde elas foram grandes, mas em todas as outras eleições. Sim, defendo a liberação para o financiamento de pessoas físicas diretamente aos candidatos e de pessoas jurídicas sempre com um teto para os partidos, mas teto para cada uma das candidaturas, sejam elas do Legislativo, sejam elas do Poder Executivo. Acho que existem dois sentimentos, pelo menos meus, maiores que devem orientar o tratamento de todas essas matérias. Primeiro, o fortalecimento dos partidos políticos. Segundo, a isonomia e transparência na disputa das eleições. O estabelecimento de um teto para os candidatos é essencial.

Com relação à reeleição e tempo de mandato, o que o sr. defende?

Tenho defendido – e vocês se lembrarão desde a campanha eleitoral – o fim da reeleição com mandato de cinco anos para todos os cargos eletivos. Já não tinha dúvidas, mas se alguém tinha alguma dúvida sobre o efeito nefasto da reeleição, essa última eleição presidencial mostrou que ela não pode continuar.

A atual presidente da República desmoralizou o instituto da reeleição. Assistimos – olha que não sou eu apenas que digo – aos Correios, segundo o Tribunal de Contas, sendo utilizados criminosamente para defender, apoiar ou beneficiar uma candidatura. Agora, estamos assistindo à Controladoria-Geral da União, segundo denúncias desse dirigente da empresa holandesa, omitindo informações. Assistimos a um terrorismo desenfreado em todo o território nacional com a utilização da máquina pública contra o candidato da oposição. Esse novo crime ontem anunciado pelo Tribunal de Contas da União, da maquiagem fiscal, a utilização indevida de recursos das instituições financeiras – e nos debates já denunciava isso – para pagamento de Bolsa-Família, para pagamento de outros benefícios e até mesmo de crédito rural através do Banco do Brasil.

Portanto, o que assistimos nessa última eleição presidencial foi o mais acintoso, vergonhoso processo de utilização do Estado Nacional em favor de um projeto de poder, nem um projeto de país, mas um projeto de poder. Portanto, acho que o fim da reeleição é adequado ao Brasil, com uma isonomia maior para todas as candidaturas.

Fonte: PSDB

Imbassahy critica Rui Costa que defendeu a permanência de Vaccari no cargo de tesoureiro do PT

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB), vice-presidente da CPI da Petrobras, considerou lamentável a declaração do ministro da Defesa, Jaques Wagner (PT), que pregou a permanência do tesoureiro do PT, João Vaccari, no cargo e no partido, apesar de ter sido preso, nesta quarta-feira, 15, em mais uma fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Wagner disse não ver motivos para o afastamento de companheiro “até que se concluam definitivamente as acusações”. Para Imbassahy, o ex-governador da Bahia, que sempre defendeu o governo petista como republicano, deveria ter outra postura e não lançar dúvidas sobre o trabalho de instituições tão respeitadas no Brasil quanto a Justiça Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público. “É impensável que um ministro de Estado defenda alguém que há tempos vem sendo investigado; sobre quem pesam indícios fortíssimos de participação em um grande esquema de corrupção, além de ser apontado pelos principais delatores da Operação Lava Jato como um agente da roubalheira na Petrobras, dentro do PT. Assim funciona esse governo, acobertando os companheiros independentemente da sua culpabilidade”, assinalou Imbassahy.

PIADA DO DIA: PT DEMITE VACCARI, MAS DIZ QUE A PRISÃO FOI DESNECESSÁRIA

“A detenção de João Vaccari Neto é injustificada visto que, desde o início das investigações, ele sempre se colocou à disposição das autoridades para prestar qualquer esclarecimento que lhe fosse solicitado.” DIZ A NOTA DO PT.
PARA O PT, BASTA O BANDIDO MENTIR E PRESTAR “ESCLARECIMENTOS” E ELE NUNCA DEVERÁ SER PRESO.
KKKKKKKKKKKK.

VACCARI PERDEU O CARGO DE TESOUREIRO DO PT. LEMBRAMOS QUE QUEM OCUPA ESTE CARGO POSSUI GRANDES CHANCES DE IR PARA A CADEIA

Proteção ao governo? Ministro adia depoimentos de políticos envolvidos na Lava Jato

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou ontem (15) a suspensão de depoimentos em sete inquéritos de políticos investigados na Operação Lava Jato. O ministro atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). As oitivas ocorreriam esta semana pela Polícia Federal (PF) e devem ser retomadas em breve. Para fundamentar o pedido, a PGR argumentou ao ministro que precisa realinhar a estratégia na condução da investigação. Em decisões anteriores, Zavascki garantiu ao Ministério Público Federal (MPF) o poder de comandar o andamento do inquérito. O reconhecimento significa que a PF deve seguir o andamento que os procuradores acharem melhor para a investigação. A decisão envolve sete inquéritos abertos pelo Supremo sobre 40 investigados, entre eles os presidentes da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso hoje, o empresário Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. Na semana passada, a PF pediu ao Supremo a prorrogação do prazo para a conclusão dos inquéritos. Ao receber o pedido, o ministro pediu parecer da procuradoria sobre a solicitação e determinou que, em alguns casos, os inquéritos sejam devolvidos ao STF, sem prejuízo da investigação que está em andamento. A PGR deverá pedir a prorrogação até o fim da semana.

Andre Richter, Agência Brasil

“O reconhecimento significa que a PF deve seguir o andamento que os procuradores acharem melhor para a investigação.” Isto não é verdade. A suspensão vai prejudicar as investigações. Os políticos terão mais tempo para combinar seus depoimentos. Os depoimentos sendo públicos causariam grandes constrangimentos ao governo. Adiar os depoimentos e PREJUDICAR AS INVESTIGAÇÕES E PROTEGER O GOVERNO. O resto é desculpa.

Jorge Roriz

Editora Gráfica investigada na Lava Jato fez Campanha ilegal para Dilma

A Editora Gráfica Atitude Ltda. investigada pela Operação Lava Jato foi punida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda ilegal da campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010. A empresa teria recebido R$ 1,5 milhão do esquema da Petrobrás a pedido do tesoureiro do PT João Vaccari Neto, apontado como operador do PT no esquema de corrupção da Petrobrás. O petista foi preso nesta quarta-feira na 12a fase da Operação Lava Jato.

O pagamento à gráfica teria sido feita pela empresa de Augusto Mendonça, um dos delatores do esquema, que tinha contratos com a petroleira a pedido de Vaccari. Os investigadores buscam a quebra dos sigilos bancários e fiscal da gráfica para avaliar se outras empresas do esquema da Lava Jato também fizeram pagamentos.

A gráfica foi punida juntamente com a Central Única dos Trabalhadores (CUT) por fazerem propaganda eleitoral ilícita em favor da então candidata Dilma Rousseff, e contrária a José Serra, candidato do PSDB em 2010.

Os ministros do Tribunal entenderam que tanto a CUT como a gráfica desrespeitaram a legislação eleitoral ao promoverem a candidatura de Dilma em jornal bancado pela central e em revista produzida pela editora, respectivamente em setembro e outubro de 2010. ( Estadão)

030a7568c13a9f25d64a71a1043291cb4b68fd4f

Polícia Federal anuncia prisão de João Vaccari Neto, tesoureiro do PT

A Polícia Federal confirmou nesta manhã a prisão do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Vaccari é acusado de ser o operador do PT no escândalo de corrupção na Petrobras. Ele será levado para a prisão na sede da PF em Curitiba.

Vaccari é acusado de receber para o PT um porcentual da diretoria de Serviços da Petrobras na época em que era comandada por Renato Duque.

A detenção de Vaccari faz parte da 12a fase da operação Lava Jato, que apura irregularidades na gestão da Petrobras. Às 6 da manhã desta terça-feira, quatro mandados judiciais foram emitidos sendo que um deles foi o mandado de prisão preventiva do tesoureiro do PT. Ele foi preso na sua casa.

TEATRO DE VACCARI NÃO SERVIU PARA LIVRAR ELE DA PRISÃO

“É preciso dizer que o teatro armado na CPI da Petrobrás pelo PT e seu principal ator do petrolão João Vaccari não deu certo. Mentiu, tergiversou, desviou a atenção, procurou fazer uma peça teatral imaginando que a justiça não iria mandar prendê-lo como fez agora. Receber doação de empresa é uma coisa. Agora, operar esquema de corrupção e superfaturamento de obras dentro da Petrobrás é outra. As condições estão sendo criadas para o impeachment. O povo na rua, a PF, o Ministério Público e o Judiciário agindo. Cada vez o cerco apertando mais. Será inevitável no final o processo de impeachment”, afirmou o líder do PPS, deputado Rubens Bueno.

ESTÃO SE COMENDO?

 O noticiário da Imprensa Brasileira vive momento de euforia face     à crise política e à corrupção, dentro da Petrobras e outros órgãos federais. Em todas as horas, as TV, Rádios e Jornais abordam estes assuntos de maneira enfática.

       Na crise política procuram analisar o confronto entre PMDB e PT, indicando que eles lutam por maior ou menor presença, no ministério escolhido pela Presidente. As figuras dos Presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados são colocadas em destaques. Três ministros já pediram demissão.

       Há uma luta surda e muito perigosa para o País, que se localiza dentro do Governo e dentro do PT, e ninguém fala. O PT sente que perde força na atual conjuntura, não só pelo escândalo da PETROBRAS, mas pela força crescente do PMDB, que sonha com a Presidência. Lembre-se de ITAMAR.

       Pelos idos de 70 e 80, assistimos a uma luta surda contra a corrupção no PT. Paulo Venceslau denuncia roubo nas prefeituras do PT, em São Paulo. Comunica, também, ao Mercadante. Lula nomeia Comissão do PT para apurar a veracidade. Tiro sai pela culatra. Há roubo mesmo, assim afirmam os Petistas (Dr José Eduardo Cardozo e Hélio Bicudo) que envolvem seu compadre Roberto Teixeira, dono da casa onde morava LULA, sem ônus. LULA anula a sindicância e nomeia outra comissão que apura o contrário. Estas mágoas não desaparecem. Mercadante sabia e todos ficaram calados. Engoliram o sapo e agora a evolução da situação mudou.

       Dona Dilma, no primeiro mandato, teve que aceitar Gilberto Carvalho, mas compensou sua força com o ministro da Justiça – Dr. José Eduardo Cardozo, desafeto do LULA. Lula engoliu em seco. Como era seu primeiro mandato, a Presidente foi navegando. Já, no segundo, ela pensa em mandar. Quer se ver livre de seu padrinho, mas, a desgraça da PETROBRAS ainda não permitiu sua libertação de seu criador. Chama Mercadante para a casa civil e chuta Gilberto Carvalho. Mantém Dr. Cardozo, na Justiça. Parece que ela se encontra mais forte; LULA esperneia e sabe que já é a luta de quem vai indicar O CANDIDATO PARA 2018.

       Estão mantendo as aparências, mas, se engalfinham como dois cachorros doidos.

       Quem será o candidato? O indicado POR DILMA? O INDICADO POR LULA OU O PRÓPRIO LULA? É LUTA EM QUARTO ESCURO COM FOICE. Mercadante não será o indicado por DILMA? O PT não vai aceitar e terão que sair do mesmo PT como fez ERUNDINA E agora Martha Suplicy.

       Dona Dilma, se partir para apurar a corrupção de verdade, sairá fortalecida. É a sua vitória. Ela já namora a oposição? Os carinhos do govenador de GOIÁS são indícios?

É bom PENSAR.

GRUPO  GUARARAPES

DESUNIÃO DOS ORGANIZADORES DIMINUIU O NÚMERO DE MANIFESTANTES?

“No Rio de Janeiro, o ato pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em Copacabana (zona sul), foi menor do que aquele promovido em 15 de março, especialmente em razão de uma cisão entre os grupos organizadores, que trocaram acusações e defendem soluções diferentes para a crise política brasileira. Cada qual com seu carro de som, eles ocuparam uma pista da avenida Atlântica ao longo de um quilômetro, entre os postos 5 e 6.

Os grupos Vem pra Rua e Revoltados On Line iniciaram seus atos às 11h, enquanto os grupos União Contra a Corrupção (UCC), Movimento Brasil Livre, Extermínio e O Pesadelo dos Políticos, que dividiram o terceiro carro de som, partiram às 14 horas. O grupo Vem Pra Rua, que estimou em 100 mil o público de março, desta vez calculou ter atraído 110 mil, mas o ato foi visivelmente menor. A PM não calculou o público.

O principal motivo para a cisão entre os grupos é uma troca de acusações sobre financiamento por partidos políticos. O Vem pra Rua é acusado pelos demais de ser bancado pelo PSDB, mas nega. “Não recebemos dinheiro de nenhum partido, justamente para poder criticar. Isso só divide os movimentos”, diz a dentista Rizzia Arrieiro, porta-voz do Vem pra Rua.” ( ESTADÃO)

Número de manifestantes não reflete o número de insatisfeitos que é muito maior

Embora menor do que o anterior, os protestos ocorridos em todo Brasil, preocupa o governo.
Dizem que no primeiro protesto dois milhões de pessoas foram para ruas. Mas quantas pessoas votaram em Aécio Neves? Mais de cinquenta milhões. Isto significa que o numero de pessoas nas ruas não reflete o número de insatisfeitos com o governo ( que é muito maior)
Além disso, segundo recentes pesquisas, Dilma só possui 12% de apoio do eleitorado.
Um dos motivos do menor número de pessoas no segundo protestos: muitos ficaram frustados porque não ocorreu nada com Dilma. E ela continuou no poder…. Mas, o estrago foi feito. Manchetes de jornais em todo mundo, mostraram a insatisfação popular.
O maior e mais eficaz “protesto” contra DIlma é quando o pobre vai comprar comida, pagar a luz e se sente enganado com as faltas promessas de Campanha.
E na melhor das hipóteses, este ano a inflação vai continuar subindo bem acima da meta e nosso PIB será negativo em dois pontos.
As constantes derrotas de Dilma na Câmara e no Congresso, os índícios de que ela sabia de tudo. As investigações da Polícia Federal e do juiz Sérgio Moro avançam, e os processos abertos nos EUA também.
Os chefes da quadrilha ( pai do mensalão e mãe do petrolão) serão desmascarados.
Jorge Roriz.

Embora menor do que o anterior, protestos contra Dilma ocorreram em todo Brasil

O número de manifestantes neste domingo, foi inferior ao do mês passado, o que foi minimizado pelos organizadores e ignorado pelo governo, que nesta oportunidade se absteve de alinhar ministros para dar respostas.

Em São Paulo, um dos principais redutos da oposição e que no mês passado registrou um histórico protesto com cerca de um milhão de pessoas, a passeata de hoje reuniu 275.000 manifestantes, um quarto do número de março, segundo o primeiro cálculo divulgado pela polícia.

Em Brasília o número de manifestantes caiu dos 50.000 contabilizados pelas autoridades em 15 de março para os cerca de 25.000 que, segundo a polícia, marcharam hoje pela Esplanada dos Ministérios.

No protesto anterior, Dilma convocou ministros para fazer pronunciamento. No de hoje (12/04), Dilma se mantém em silêncio, porém muito preocupada com sua gigantesca queda de apoio popular.

Um fato digno de registro:  No Rio de Janeiro, duas pessoas foram hostilizadas por defenderem Dilma e foram escoltadas pela PM para não serem lixadas.

12-de-abril

Se você foi em 15/03 vá e leve mais pessoas neste domingo 15/04

f0160-cariocas2bdeixaram2bde2blado2ba2bpraia2bde2bcopacabana2c2bpara2bprotestar
Caros, a lista abaixo me foi enviada pelo movimento “Vem pra Rua”. A exemplo do que aconteceu com o protesto do dia 15, correções podem ser necessárias. Peço que as enviem para o movimento (vejam a dica no pé do post). Como há outros grupos que também estão convocando manifestações, a lista pode não contemplar todas as cidades.
Acre
Capixaba – 14h – Palácio Rio Branco
Rio Branco – 14h – Palácio Rio Branco
Alagoas
Arapiraca – 15h – Bosque das Arapiraca
Maceió – 14h – Corredor Vera Arruda
Amapá
Laranjal do Jari – 14h – Rua Emílio Médici, 2093
Macapá – 15h – Praça da Bandeira
Amazonas
Manaus – 9h – Praça do Congresso
Bahia
Adustina – 8h30 – Praça Alice Virgens Vidal
Baixa Grande – 10h – Rodoviária Nova
Barra do Rocha – 13h – Praça de Eventos
Camacan – 11h30 – Praça da Matriz
Camaçari – 9h30 – Praça Desembargador Montenegro
Euranópolis – 9h – Praça das Bandeiras
Feira de Santana – 15h – Prefeitura
Guanambi – 10h – Praça do Feijão
Ilhéus – 9h – Cátedra – Centro
Itabuna – 15h – Jardim do Ó
Jequié – 15h – Praça do Viveiro – Campo do América
Juazeiro – 16h – Praça Santiago Maior
Luís Eduardo Magalhães – 9h30 – Frente à Prefeitura Municipal
Marcionílio Souza – 10h – Praça Oelegário Ferreira
Salvador – 9h – Farol Da Barra
Santo Antônio de Jesus – 16h – Praça do Táxi em Frente à Galeria Moura
São João Do Panelinha – 11h30 – Cesta do povo
Teixeira de Freitas – 9h – Em Frente ao Supermercado Casa Grande
Vitória da Conquista – 9h – Praça Guadalajara
Ceará
Fortaleza – 15h – Praça Portugal
Horizonte – 15h – Juvenal de Castro
Juazeiro do Norte – 15h – Praça Padre Cicero
Russas – 14h – Praça do Estudante – Ao Lado do Colégio Estadual
Tauá – 9h30 – Parque da Cidade
Espírito Santo
Cachoeiro de Itapemirim – 9h – Centro
Castelo – 16h – Praça Tres Irmãos
Guarapari – 16h – Praça do Radium Hotel, Praia da Areia Preta – Centro
Linhares – 16h – Praça 22 de Agosto – Centro
Vila Velha – 15h – 3 terceira ponte, em frente ao shopping
Vitoria – 16h – Praça do Papa
Goiás
Abadia de Goiás – 14h – Praça Matriz
Alexânia – 9h – Praça da Prefeitura para Brasília
Anápolis – 15h – Praça Dom Emanuel – Bairro: Jundiaí
Goianésia – 11h – Av. Goiás com Av. Brasil
Goiânia – 14h – Praça Tamandaré
Ipameri – 16h – Praça da Liberdade
Mineiros – 7h – Feira Livre do Bairro Mineirinho
Santa Helena de Goiás – 15h – Praça da Matriz
Maranhão
Chapadinha – 16h – Praça Coronel Luis Vieira Centro
Imperatriz – 16h – Praça de Fatima
São João dos Patos – 15h – Praça de Eventos Júlio Antônio Macedo
São Luís – 9h – Av. Litorânea (Praça da Alimentação)
Satubinha – 14h – Centro
Mato Grosso
Alta floresta – 16h – Praça do Avião
Barra do Garças – 17h – Praça dos Garimpeiros
Cáceres – 16h – Praça da Sematur
Campo Verde – 9h30 – Praça João Paulo II
Canarana – 9h – Avenida Rio Grande do Sul
Cuiabá – 16h – Praça Ipiranga
Rondonópolis – 16h – Rondon Plaza Shopping
Sinop – 16h – Praça da Bíblia
Mato Grosso do Sul
Amambai – 15h – Rodoviária
Amambai – 9h – Praça Pedro Manvailer
Campo Grande – 16h – Praça do Rádio
Corumbá – 15h – Rua Frei Mariano em frente ao Riachuelo
Dourados – 15h – Praça da Igreja Maior
Extrema – 16h – Praça Presidente Vargas
Ivinhema – 8h – Em frente do Zoologico
Maracaju – 16h – Praça Central
Ponta Porã – 17h – Avenida Brasil, em frente a Câmara Municipal
Minas Gerais
Araguari – 10h – Praça Getúlio Vargas
Araxá – 15h – Igreja Matriz São Domingos De Araxá
Barbacena – 16h30 – Praça dos Andradas
Belo Horizonte – 10h – Praça da Liberdade
Betim – 9h – Praça Milton Campos
Bocaina de Minas – 16h – Praça da Igreja
Bocaiuva – 19h – Praça Wan Dick Dumont
Buenópolis – 10h – Praça da Matriz
Cambuquira – 10h – Em frente ao Parque das Águas
Carangola – 10h – Praça Coronel Maximiano
Caratinga – 9h30 – Praça do Relógio
Carmo de Minas – 9h – Praça da Estação
Carvalhópolis – 13h30 – Praça Monsenhor Dutra
Cataguases – 9h – Praça Rui Barbosa
Contagem – 15h – Sambódromo
Coronel Fabriciano – 9h – Praça da Bíblia
Divinópolis – 9h30 – Praça do Santuário
Frutal – 15h – Praça da Matriz
Funilândia – 10h – Praça da Cidade
Governador Valadares – 9h – Praça dos Pioneiros
Guaxupé – 10h – Praça da Saudade
Ipatinga – 10h – Praça da Prefeitura
Itabira – 9h30 – Praça Acrísio Alvarenga
Ituiutaba – 15h – Praça do Forum
Januária – 9h – Prefeitura
Juiz de fora – 14h – Praça de São Mateus
Lavras – 10h – Praça Augusto Silva
Machado – 15h – Praça Antonio Carlos
Mariana – 10h – Praça da Se .Mariana
Mato Verde – 9h30 – Praça Geraldo Queremente Alves
Montes Claros – 9h – Avenida Sanitária em frente ao SENAC
Nova Serrana – 15h30 – Avenida da Pista de Culper
Ouro Fino – 16h – Prefeitura
Paracatu – 14h – Prefeitura
Passos – 14h30 – UEMG/FESP
Patos de Minas – 10h – Praça do Fórum
Poços de Caldas – 15h – Praça Doutor Pedro Sanches
Pompeu – 10h – Praça Leonardo Campos
Pouso Alegre – 9h – Praça Senador José Bento – Catetral
Sabará – 10h – Praça Santa Rita – Centro
Sacramento – 10h – Benedito Valadares
Santa Rita do Sapucaí – 14h – Praça Santa Rita
São João Del Rei – 10h30 – Largo Igreja São Francisco
São Lourenço – 15h30 – Praça João Lage (Praça Brasil)
Sãoo Sebastiao do Paraiso – 15h – Praça da Matriz
Serra Azul de Minas – 16h – Praça da Igreja Matriz
Sete Lagoas – 16h – Praça Dom Carlos Carmelo Mota (Feirinha)
Teófilo Otoni – 10h – Praça Tiradentes
Timóteo – 10h – Praça Primeiro de Maio – Coreto
Ubá – 15h – Praça São Januário
Uberaba – 15h – Av. Leopoldino De Oliveira (BRT Uberabão)
Uberlândia – 10h – Praça Tubal Vilela
Varginha – 10h – Conha Acustica
Viçosa – 14h – 4 Pilastras da UFV
Pará 
Altamira – 9h – Orla da cidade
Belém – 9h – Escadinha da Estação das Docas
Belterra – 16h30 – Campo do Flamengo na Estrada 8
Marabá – 15h – Praça Duque de Caxias
Marituba – 16h – Praça da Matriz
Mocajuba – 10h – Praça do Estudante
Santa Isabel do Pará – 15h – Praça da Matriz
Santarém – 16h30 – Praça São Sebastião
Santo Antonio do Taua – 9h30 – Terminal Rodoviario
Tucuruí – 16h – Praça do Rotary
Paraíba
Campina Grande – 14h – Praça da Bandeira
João Pessoa – 15h – Busto de Tamandaré
Paraná
Apucarana – 15h – Praça Rui Barbosa
Araucária – 12h30 – Rodovia do Xisto – Auto Peças Araucárias
Campo Largo – 16h – Praça Getúlio Vargas
Campo Mourão – 16h – Praça São José
Capanema – 9h – Praça Central
Corbelia – 15h30 – Praça da Igreja Matriz
Curitiba – 14h – Praça Santos Andrade
Dois Vizinhos – 15h – Praça da Amizade
Foz do Iguacu – 9h30 – Praça do Mitre
Francisco Beltrão – 15h – Calçadão Central
Irati – 15h30 – Praça da Bandeira
Lapa – 15h – Rodoviária Municipal – Avenida Dr. Manoel Pedro
Londrina – 15h – Colégio Vicente Rijo
Maringá – 14h – Praça da Catedral
Medianeira – 16h – Praça Ângelo Darolt
Paranavaí – 9h – Praça dos Pioneiros
Pato Branco – 15h – Avenida Tupi, em frente ao Posto Tigrão
Pinhais – 13h30 – Camilo di Lelis
Ponta Grossa – 15h – Praça dos Polacos
Rio Negro – 14h – Trevo da Sanepar- Rua Vicente Machado
Santo Antonio da Platina – 10h – Praça da Matriz
São Mateus do Sul – 14h – Igreja Matriz
Telemaco Borba – 10h – Páteo da Rodoviária
Toledo – 17h – Parque Ecológico Diva Pain Barth
Ubiratã – 15h – Praça da Seringueira – Prefeitura
União da Vitoria – 14h – Santander – Calçadão
Wenceslau Braz – 11h – R. 7 de Setembro em frente o CESP
Pernambuco
Aguas Belas – 15h – Praça Nossa Senhora da Conceição
Carpina – 14h – Praça Jose Otavio
Goiana – 17h – Igreja Matriz
Gravata – 14h – Igreja na Pracinha
Jurema – 16h – Praça Nossa Senhora da Conceição
Olinda – 9h – Av.Governador Carlos de Lima Cavalcante
Orobó – 16h – Pátio de Eventos (Quadra Central)
Petrolina – 9h30 – Praça Dom Malam
Recife – 14h – Avenida Boa Viagem (em frente à Pracinha de Boa Viagem)
Sirinhaém – 10h – Prefeitura Velha
Piauí 
Floriano – 9h – Praça Dr. Sebastião Martins
Parnaiba – 16h – Balão do Mirante em frente à UFPI
São Raimundo Nonato – 9h30 – Avenida dos Estudantes
Teresina – 16h – Av.Marechal Castelo Branco – Alepi
Rio de Janeiro
Barra Mansa – 9h – Praça Matriz no Centro
Cabo Frio – 14h – Praça das Aguas
Campos dos Goytacazes – 15h – Jardim do Liceu
Itaguai – 10h30 – Calçadão
Macaé – 9h30 – Igreja Nossa Sra. Da Glória
Niteroi – 9h30 – Praia de Icaraí em frente a Reitoria da UFF
Nova Friburgo – 16h – Centro de Turismo
Petrópolis – 15h – Praça Don Pedro (no centro)
Resende – 13h30 – Rua Alfredo Whately , (calçadão) em frente à loja PLAYBOY.
Rio de Janeiro – 11h – Orla de Copacabana, Posto 5
Teresópolis – 14h – Parque Regadas
Volta Redonda – 9h30 – Praça Brasil
Rio Grande do Norte
Caico – 16h – Em frente a rodoviária, Av Renato Dantas
Canguaretama – 16h – Shompim
Lajes – 14h – Prefeitura
Mossoró – 15h – Praça do Diocesano
Natal – 15h – Midway Mall
Pau dos Ferros – 17h – Praça de Eventos
Rio Grande do Sul
Alegrete – 15h30 – Praça Nova – Camelódromo
Alvorada – 14h – Praça João Goulart (Praça Central)
Bagé – 16h – Praça Esporte
Bento Gonçalves – 15h – Via Del Vino
Cachoeira do Sul – 16h – Praça da Matriz
Cachoeirinha – 15h – Em frente à Prefeitura
Campo Bom – 9h – Largo Irmãos Vetter
Canela – 15h30 – Em frente a Catedral
Capão da Canoa – 14h – Em Frente ao Ginásio de Esportes da Prefeitura
Caxias do Sul – 15h – Praça Dante
Coronel Bicaco – 15h30 – Praça Municipal
Cruz Alta – 15h – Av. General Osório
Erechim – 15h – Praça da Bandeira
Farroupilha – 16h – Praça da Bandeira
Garibaldi – 16h – Av Independência
Gravataí – 16h – Parcão
Imbé – 15h – Prefeitura
Lajeado – 16h – Parque dos Dick
Novo Hamburgo – 15h – Praça Punta Del Este
Passo Fundo – 15h – Praça da Mãe
Pelotas – 15h – Praça Coronel Pedro Osorio
Porto Alegre – 15h – PARCÃO – Parque Moinhos de Vento
Rio Pardo – 16h – Praça da Matriz
Santa Cruz do Sul – 16h – Praça da Bandeira
Santa Maria – 14h – Praça Saldanha Marinho
Santana do Livramento – 15h – Parque Internacional
Santo Ângelo – 16h – Praça da catedral
São Borja – 16h – Parque General Vargas
São Gabriel – 16h – Largo da Estação Férrea
Taquara – 14h – Câmara Municipal
Torres – 15h – Praça XV de Novembro
Três de Maio – 17h – Praça da Bandeira
Uruguaiana – 16h – Praça Barão do Rio Branco
Rondônia
Ariquemes – 15h – Praça da Vitória
Canoas – 13h – Em frente a Prefeitura
Porto Velho – 15h – Praça das 3 Caixas D’Água
Presidente Medici – 12h – Auto Posto Santa Maria
Roraima
Boa Vista – 16h – Praça do Centro Cívico
Santa Catarina
Balneário Camboriú – 15h – Praça Almirante Tamandaré
Balneário Picarras – 14h – Praia Central
Blumenau – 16h – Praça Victor Konrr
Braço do Norte – 15h – Igreja Matriz
Brusque – 16h – Cruzamento do HSBC
Campos Novos – 16h – Praça Lauro Muller
Chapecó – 9h – Praça Coronel Bertaso
Concórdia – 15h – Posto Lamonato
Criciúma – 15h – Parque da Nações
Curitibanos – 14h30 – Praça da República
Florianópolis – 16h – Trapiche da Beira-Mar
Itajaí – 16h – Beira rio
Itapema – 15h – Praça da Paz
Jaraguá do Sul – 15h – Praça Ângelo Piazeira
Joinville – 16h – Praça da Bandeira
Lages – 10h – Estatua Antonio Correia Pinto
Laguna – 16h – Centro Executivo Tordesinhas
Mafra – 14h – Trevo da Sanepar em Rio Negro
Maravilha – 15h – Praça da Matriz
Nova Trento – 14h – Praça Getúlio Vargas
Palmitos – 9h – Praça Central
Rio do Sul – 16h – Parque Harry Hobus
São Bento do Sul – 16h – Praça Getulio Vargas (em frente a matriz)
São João Batista – 14h – Praça Dep. Walter Vicente Gomes
Taió – 16h – Clube Esportivo União
Timbó – 9h – Prefeitura
Tubarão – 16h – Museu
São Paulo
Águas da Prata – 14h30 – Praça da Bandeira
Alphaville – 14h – Al. Mamore, prox. Pista de Copper
Americana – 16h – Praça do Trabalhador
Araçatuba – 9h30 – Praça Getulio Vargas
Araraquara – 15h – Praça Scalamandré Sobrinho
Arujá – 14h – Praça Benedito Ferreira Franco
Atibaia – 9h – Praça da Matriz
Auriflama – 15h – Praça da Benetoli
Avaré – 14h – Concha Acústica
Barretos – 15h – Região Lagos – Forum
Barueri – 14h – Boulverd Centro
Bauru – 9h – Avenida Getúlio Vargas, em frente a Polícia Federal
Bebedouro – 9h30 – Concha Acústica
Birigui – 9h – Praça Dr. Gama
Botucatu – 15h – Largo São José (AAB)
Bragança Paulista – 14h – Praça Raul Leme (Praça da Igreja Matriz)
Cajati – 14h – Pátio do Magnânimo
Campinas – 9h – Largo do Rosário
Capivari – 14h – Praça Central
Catanduva – 14h – Praça da Matriz
Cerquilho – 15h – Praça do Convívio
Coroados – 9h – Praça Central
Cosmópolis – 12h – Praça da Pátria
Dracena – 16h – Praça Arthur Pagnozzi
Fernandópolis – 10h – Praça da Matriz
Franca – 10h – Concha Acústica
Francisco Morato – 14h – Praça do Coreto
Garça – 16h – Concha Acústica no Lago
General Salgado – 9h30 – Calçadão
Guararema – 14h – Pau D’agua – Centro
Guaratinguetá – 15h – Av. Joao Pessoa
Guariba – 15h – Praça Silvio Vaz de Arruda
Guarujá – 14h – Praça das Bandeiras – Pitangueiras
Guarulhos – 10h – Av. Paulo Faccini
Holambra – 9h – Ginásio de Esportes
Hortolândia – 15h – Av. Santana
Indaiatuba – 10h – Pq. Ecológico – Estacionamento Principal
Itapetininga – 15h – Praça dos Amores
Itapeva – 16h – Praça de Eventos Zico Campolin
Itatiba – 14h – Praça da Bandeira
Itu – 9h30 – Praça Padre Miguel
Jacarei – 10h – Parque da Cidade
Jales – 15h – Praça do Jacaré
Jau – 9h30 – Praça Centenário
João Ramalho – 15h – Rua Vitoria, 105
Jundiaí – 9h30 – Avenida 9 de Julho
Junqueirópolis – 16h – Praça Centenário
Juquiá – 15h30 – Centro de Eventos
Laranjal Paulista – 10h30 – Praça do Cemitério
Lençóis Paulista – 15h – Praça do Tonicão
Limeira – 9h30 – Praça Toledo de Barros
Lins – 9h30 – Praça da Igreja Dom Bosco
Lorena – 16h – Praça Arnolfo de Azevedo
Marília – 15h – Av. Sampaio Vidal ( Em frente a prefeitura )
Matão – 16h – Praça Alfredo de Paiva garcia
Mococa – 10h – Praça da Cidadania
Mogi das Cruzes – 9h – Praça Oswaldo Cruz
Mogi-Guaçu – 14h – Campo da Brahma
Monte Aprazível – 9h30 – Praça Igreja VIla Araujo
Osasco – 14h – Prefeitura
Ourinhos – 16h – Praça Melo Peixoto
Paraguacu Paulista – 16h – Praça da Matriz
Paraiso – 15h – Praça do Estudante
Paulínia – 11h – Em frente a Câmara dos Vereadores
Peruíbe – 14h – Av.da Praia (em frente ao Predio Redondo)
Pindamonhangaba – 15h – Praça Monsenhor Marcondes (Cascata)
Piracicaba – 9h30 – Praça José Bonifacio
Pirajuí – 10h – Parque do Povo
Praia Grande – 15h – Av. Costa e Silva com Av. Castelo Branco (orla da praia)
Presidente Epitácio – 9h – Praça do Cruzeiro
Presidente Prudente – 9h – Parque do Povo
Presidente Venceslau – 9h – Praça do Correio
Promissão – 10h – Praça Nove de Julho
Registro – 16h – Prefeitura
Ribeirão Preto – 10h – Praça Carlos Gomes
Rio Claro – 9h30 – Avenida 1 (esquina com rua – Jardim Público)
Sales Oliveira – 16h – Ginasio Durval Borsato
Salto – 16h – Praça XV
Santa Bárbara D’Oeste – 16h – Prefeitura
Santa Cruz do Rio Pardo – 10h30 – Em frente à Câmara Municipal
Santa Fé do Sul – 15h – Praça da Matriz
Santa Rita do Passa Quatro – 14h30 – Praça Mario Matoso (Estação)
Santo Anastácio – 15h – Cristo
Santo André – 10h – Paço Municipal
Santos – 16h – Praça Independência
São Bernardo do Campo – 10h – Av Kennedy 1155 em frente ao Ginásio Poli Esportivo
São Caetano do Sul – 15h – Camara Municipal @ Avenida Goiás 600
São Carlos – 15h – Praça do Mercado Municipal
São João da Boa Vista – 9h – Praça Coronel Joaquim José
São José do Rio Preto – 9h30 – Mercadão Municipal
São José dos Campos – 14h – Praça Afonso Pena
São Paulo – 14h – Av. Paulista com a Pamplona
São Sebastião – 14h – Praça do Coreto
São Vicente – 14h – Praça Tom Jobim
Sertãozinho – 9h30 – Praça 21 de Abril
Sorocaba – 16h – Praça da Amizade (em frente ao CIC)
Sumaré – 10h – Praça das Bandeiras – Centro
Tatuí – 16h – Praça da Matriz
Taubaté – 15h – Praça General Júlio Marcondes Salgado (batalhão da polícia militar)
Tietê – 15h – Praça Dr. Elias Garcia – centro
Tupã – 9h30 – Praça da Bandeira
Ubatuba – 15h – Praça do Skate
Valinhos – 14h – Prefeitura
Vinhedo – 14h – Prefeitura
Votuporanga – 9h30 – Praça Matriz
Sergipe (SE)
Aracaju – 15h – Mirante da 13 de Julho
Tocantins (TO)
Colinas do Tocantins – 9h – Av. Pedro Ludovico com Rua 3 (Centro)
Lagoa da Confusão – 16h – Orla da Lagoa
Palmas – 16h – Praça dos Girassóis
EXTERIOR (horário local)
Atlanta, EUA – 14h – Piedmont Park no Park Tavern
Bariloche, Argentina – 15h – Centro Civico de Bariloche
Bergen, Noruega – 14h30 – Ole Bull Plass
Bregenz, Áustria – 14h – Bregenz Zentrum
Brisbane, Austrália – 11h – King George Square
Dublin, Irlanda – 12h – Block 8, Harcourt Centre Charlotte Way
Lisboa, Portugal – 15h – Praça Lluís de Camões
Londres, UK – 15h – Embaixada Brasileira
Melbourne, Austrália – 16h – Federation Square
New Orleans, EUA – 10h – Audubon Park – 6823 St Charles Ave
New York, EUA – 14h – Times Square
Orlando, EUA – 13h – 5403 Internacional Dr – Banco do Brasil
Porto, Portugal – 14h – Embaixada Brasileira
San Francisco, EUA – 11h – Justin Herman Plaza
Santiago, Chile – 10h30 – Avenida Apoquindo 3039
Sidney, Austrália – 16h – Martin Place
Toronto, Canada – 14h – Queen’s Park
Washington DC, EUA – 11h – Consulado Geral do Brasil
Zurich, Suíça – 14h – Helvetiaplatz Zürich
MINHA CIDADE NÃO ESTÁ NA LISTA, E AGORA?
Se sua cidade não está na lista, preencha nosso formulário online no seguinte endereço:
http://goo.gl/forms/IgOefeHP2g

JÁ PREENCHI O FORMULÁRIO, MESMO ASSIM MINHA CIDADE NÃO ESTÁ NA LISTA, O QUE FAZER?
Provavelmente ainda estamos validando seus dados e sua cidade entrará na nossa lista dentro de 24 horas.
AS INFORMAÇÕES DA MINHA CIDADE ESTÃO INCORRETAS, COMO CORRIGIR?
Neste caso, entre em contato por e-mail, vempraruabrasilorg@gmail.com
ANDRE_DILMA_roberto_Stuckert
ANDRÉ VARGAS (C0M DILMA, EM SEUS TEMPOS DE PODER), LUIZ ARGÔLO E PEDRO CORRÊ JÁ FORAM PRESOS.

 

andre-vargas.jpeg
A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira os ex-deputados André Vargas (ex-PT-PR) e Luiz Argôlo (Solidariedade-BA), na a 11ª fase da operação da Lava Jato. Serão cumpridos sete mandados de prisão, 16 de busca e apreensão, nove de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento, em seis estados (Paraná, Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo) e no Distrito Federal.. André Vargas foi preso em um condomínio residencial em Londrina (PR).
Também foram presos  o irmão de André Vargas, Leoon Vargas, o ex-deputado Pedro Correia (PP-PE), que já cumpre prisão pelo mensalão do PT, Ivan Mernon da Silva Torres,  Élia Santos da Hora, secretária de Argôlo e Ricardo Hoffmann, que é diretor de uma agência de publicidade. Todos os presos serão levados à superintendência da PF em Curitiba.
Os envolvidos nesta fase da Lava Jato são acusados de crimes como organização criminosa, quadrilha ou bando, corrupção ativa, corrupção passiva, fraude em procedimento licitatório, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e tráfico de influência. Além de corrupção na Petrobras, também são tratados desvios de recursos ocorridos em outros órgãos públicos federais, segundo a PF.

Adoradores de “LulaDilma” acreditam que eles não sabiam de nada

“Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar.” Carl Sagan

 

Os crentes no Luludilmopestismo acreditam que eles retiraram milhões da miséria e nada sabiam do mensalão e petrolão. Para eles, Dilma não usou os Correios para se eleger, não sabia das cláusulas ao aprovar a compra da Refinaria de Pasadena, não mentiu durante a Campanha ( falando de um país, próspero com  redução de custo da energia e sem crises) Não foi financiada com dinheiro sujo do petrolão.

Eles acreditam que somente Lula e Dilma devem ser eleitos nas próximas eleições para que “as elites” ou “tucanos” não voltem ao poder. e o PT continue colocando pessoas no poder para roubar a nação.

São vítimas de mentiras e falta de informação. Não tem conciência da realidade atual do país

AINDA BEM QUE QUEM PENSA ASSIM, FAZ PARTE APENAS DE 20% DO ELEITORADO.

Jorge Roriz

“Petrobras já limpou o que tinha que limpar”, afirmou Dilma

Papo de faxineira terceirizada
Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão – serrao@alertatotal.net
Em tempos de gravíssima crise institucional, política e econômica, quando o País se prepara para assistir, no domingo, a uma das maiores manifestações populares da História em favor de mudanças estruturais,  estranhos movimentos no mercado chamam a atenção. Uma disparada na cotação das ações da Petrobras “coincide” com dois acontecimentos: um discurso ufanista-faxineiro da Presidenta Terceirizada Dilma Roussef, alegando que “a Petrobras já limpou tudo que tinha de limpar”, e o depoimento inútil do Tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, na CPI da Petrobras, com direito à recepção com ratos de verdade (uma afronta debochada aos grandes roedores do Congresso).
Ninguém conseguiu arrumar uma explicação lógica consistente para justificar a subida de 9% dos papeis da Petrobras ontem. Na Bolsa, a estatal de economia mista registrou alta expressiva na cotação de ações: 9,28% (ON, com direito a voto) e 9,06% (PN, sem voto). Nem o papo furado de que a nova gestão de Aldemir Bendini estaria arrumando a casa na empresa, nem o boato de que o balanço financeiro da companhia será publicado até dia 20 de abril, justificam a súbita subida. Umas coisa é certa: tudo parece combinadinho com o discurso ufanista que a Terceirizada Dilma fez na Baixada Fluminense:
“Quero dizer a quem tem sua vida ligada à Petrobras que a empresa está de pé. Limpou o que tinha de limpar. Tirou aqueles que se aproveitaram dela para enriquecer seus próprios bolsos. Vocês podem ter certeza de uma coisa: a Petrobras não só já deu a volta por cima como hoje mostrou a que veio. A Petrobras superou essa fase. Ela agora vai tomar o rumo. E vocês podem ter certeza é eu concordo que defender a Petrobras é defender o BrasilSe a seleção é a pátria de chuteiras, a Petrobras é a pátria de macacão e as mãos sujas de óleo”.
O duro será convencer os investidores norte-americanos, que processam dirigentes da Petrobras na Corte de Nova York, sobre tal realidade ufanista. Esta turma está doida para dar um chute na Dilma, que já foi chutada pela terceirização da condução da política e da economia.

Cem dias sem rumo: o trágico segundo mandato de Dilma

Governo Dilma atinge a simbólica marca no momento em que se perde em crises simultâneas. E não há indícios de que se recuperará no curto prazo

Em 1º de janeiro deste ano, ao tomar posse diante do Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff prometeu: “Dedicarei obstinadamente todos os meus esforços para levar o Brasil a iniciar um novo ciclo histórico de mudanças, de oportunidades e de prosperidade, alicerçado no fortalecimento de uma política econômica estável, sólida, intolerante com a inflação, e que nos leve a retomar uma fase de crescimento robusto e sustentável, com mais qualidade nos serviços públicos”. Passados exatos cem dias deste então, fica cada vez mais claro que Dilma não tinha razões para tanto otimismo. Quando a apertada vitória da petista se confirmou em outubro passado, reportagem do site de ‘Veja’ apontava a tempestade perfeita que cercava o segundo mandato da presidente. Já estavam dados os ingredientes da crise: o escândalo do petrolão atingia em cheio o governo e o PT, a economia encolhia enquanto a inflação aumentava. De janeiro até aqui, a fracassada articulação política de Dilma somou a este grave cenário uma rebelião da base aliada no Congresso – e azedou ainda mais a relação da presidente com o próprio partido e seu antecessor e criador, o ex-presidente Lula.

Hoje o país acumula inflação de 8,13% em 12 meses (a maior desde dezembro de 2003) e previsão de retração econômica de 1% em 2015, segundo estimativas do mercado. Em cem dias – e por sua própria responsabilidade – o governo Dilma foi arrastado para uma perigosa espiral: a crise econômica e os escândalos de corrupção erodem a popularidade da presidente (62% dos brasileiros reprovam seu governo, segundo pesquisa Datafolha), cada vez mais refém de uma base fragmentada no Congresso – o que dificulta a aprovação de projetos caros ao Planalto. Diante desse quadro, o governo fica impedido de apresentar uma resposta que ajude a reerguer a popularidade de Dilma. Irritado com as tentativas do Planalto de reduzir a participação do partido no governo, o PMDB age hoje quase como uma sigla de oposição. E mais: tornou o Executivo de tal forma dependente do Congresso que o presidencialismo brasileiro já se assemelha a uma forma bastarda de parlamentarismo. Nem dentro do próprio partido Dilma encontra refresco: contrário às medidas de ajuste fiscal adotadas pelo governo, o PT tem dado tanto trabalho ao Planalto no Congresso quanto os opositores. Tendo seu grupo inicialmente alijado do núcleo duro do governo, Lula não poupa a pupila de críticas públicas. O ex-presidente teme que um eventual fracasso da gestão Dilma interfira em seus planos de retornar ao poder em 2018.

É fato que o primeiro mandato de Dilma também incluiu momentos de turbulência. Em 2013, por exemplo, os protestos encurralaram o governo e derrubaram a popularidade da presidente. Naquela ocasião, entretanto, os atos não possuíam uma pauta única e o governo conseguiu se apropriar parcialmente das bandeiras apresentadas. Já os manifestantes que tomaram as ruas em 15 de março deste ano e se preparam para fazê-lo novamente no próximo domingo têm como foco a oposição ao governo e ao Partido dos Trabalhadores. É um dos muitos sinais de que as coisas mudaram.

As trapalhadas na articulação política e a postura inflexível da presidente ajudaram a desgastar no Congresso uma base que já havia saído das urnas enfraquecida na comparação com 2010. É assim, sem apoio expressivo nem nas ruas nem no Congresso, que a impopular e nada carismática Dilma Rousseff chega ao centésimo dia de governo. Até aqui, os poucos acertos do governo na reação do governo à crise surgiram apenas quando Dilma e o PT abriram mão de parte do seu poder. Dilma terceirizou a gestão da economia a Joaquim Levy, cujas ideias divergem radicalmente daquelas defendidas pelo PT, e atribuiu ao vice-presidente Michel Temer, do PMDB, a articulação política.

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) acredita que o pior já passou. “Dentro desse momento difícil, As coisas estão se arrumando para ela conseguir os resultados no médio prazo. O mês de fevereiro foi muito difícil, o de março também, mas menos. A tendência é melhorar”. Já Onyx Lorenzoni (DEM-RS) faz um diagnóstico implacável: “O segundo governo Dilma vai ser o governo das crises. Ela vai ficar um fantasma no Planalto até o fim do mandato”.

Campanha x realidade – Antes mesmo de a presidente reassumir o cargo, já estavam claras para os brasileiros as mentiras de que o PT fez uso para se manter no poder. Depois de acusar seus adversários Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) de agir em conluio com os banqueiros, por exemplo, Dilma convidou o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, para assumir o Ministério da Fazenda. Ouviu “não” como resposta e indicou, então, a Levy, um economista ortodoxo e alinhado ao pensamento do tucano Armínio Fraga.

A crise econômica e orçamentária, motivada em grande parte pelo populismo fiscal do primeiro governo Dilma, agora força o Executivo a abandonar promessas de campanha, como a de que os direitos trabalhistas eram intocáveis e a taxa de juros não seria usada para segurar a inflação. Paradoxalmente, a solução encontrada pelo governo distanciou a presidente da República das bases mais tradicionais do petismo, como sindicatos e movimentos sociais. A Central Única dos Trabalhadores, principal braço do PT, tem ido às ruas com bandeiras que, se passam pelo apoio ao governo contra o “golpismo”, também incluem críticas diretas ao ajuste fiscal.

Reação

O Executivo ainda tem armas de sobra para articular uma reação. A principal delas é a chave do cofre da União, que costuma ser usado para cooptar tanto os movimentos sociais quanto partidos políticos. Mas até esse recurso é limitado. O corte orçamentário que deve ser anunciado em breve deve atingir ainda mais a já reduzida capacidade de investimento do governo e, assim, dificultar uma reação do Executivo.

A presidente chega aos cem dias de governo sem recursos para investir, com uma base aliada enfraquecida, um escândalo gigantesco de corrupção à porta, a popularidade em níveis abissais e sob a desconfiança do próprio PT. É possível que o cenário melhore no médio prazo. Mas o mais provável é que, para fazer isso, Dilma tenha de ser cada vez menos dona do próprio governo.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: Veja

Petezada no xilindró

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (10) a 11ª fase da Operação Lava Jato, batizada de “A Origem”. Os ex-deputados federais André Vargas (ex-PT-PR) e Luiz Argôlo (SD-BA) estão entre os presos preventivamente. Assessores dos dois políticos também foram presos. Todos serão levados para a carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba […]

ENTREGA TUDO, DILMA

Carta de Formulação e Mobilização Política – Quarta-feira, 8 de abril de 2015
A presidente terceirizou mais um pedaço da sua gestão. Levy, Temer, Lula… quem será o próximo a responder por um naco do governo do qual Dilma se desvencilha?

Dilma Rousseff conseguiu de novo: produziu mais uma trapalhada em seu claudicante governo. Depois de cogitar escalar Eliseu Padilha para a articulação política, foi obrigada a entregar a função ao vice-presidente Michel Temer. A presidente da República segue terceirizando atribuições. Deveria era entregar tudo de uma vez.

A mudança na Secretaria de Relações Institucionais é descrita na crônica política de hoje como mais uma manobra “desastrada” da presidente da República – para dizer o mínimo. Inclui convite respondido com um “não” pelo ministro convidado, demissão de ministro pelos jornais e prêmio de consolação para o demitido da vez. São as Organizações Dilma em plena ação.

A saída de Pepe Vargas – na verdade, um ministro demitido de antemão – é a quarta mudança num ministério que nem completou 100 dias de existência. Mas ainda vem mais pela frente.

O próprio Vargas vai assumir a Secretaria de Direitos Humanos como prêmio de consolação no lugar de Ideli Salvatti – que já foi ministra de pastas tão distintas quanto Pesca e Relações Institucionais e agora ganhará nova oportunidade, desta vez provavelmente na presidência dos Correios. Em breve também deve mudar o titular do Ministério do Turismo.

Diante deste incessante troca-troca, a questão que fica é: Afinal, quem é ministro de que e, sobretudo, para quê? Parecem todos ministros-tampão, peças descartáveis de um xadrez em que a rainha já caiu do tabuleiro. A última coisa que parece interessar na gestão da presidente Dilma é bem servir o público.

A trapalhada de ontem trouxe, porém, uma boa notícia: a extinção da Secretaria de Relações Institucionais. Agora o governo da petista terá apenas 38 ministérios… Que tal aproveitar a oportunidade e passar o facão em mais um monte de cargos que não servem para nada além de alimentar o balcão de negociatas do PT?

Neste segundo mandato, Dilma mostra-se sintonizadíssima com a pauta do dia: a ordem é terceirizar. A coordenação política é apenas a bola da vez, depois que a área econômica foi entregue a um alienígena nas hostes petistas e as linhas-mestras da gestão são ditadas, desde sempre, pelo tutor. Temer, Levy, Lula… quem será o próximo a responder por um naco do governo do qual Dilma se desvencilha?

Dizer que o segundo mandato é um bate-cabeça de proporções nunca antes vistas é chover no molhado. Para piorar, as cabeças que colidem revelam-se acéfalas. A gestão da petista mais parece a brincadeira da dança das cadeiras, e pode ser que daqui a pouco não sobre nenhuma para a presidente sentar. Entrega tudo, Dilma!

Este e outros textos analíticos sobre a conjuntura política e econômica estão disponíveis na página Instituto Teotônio Vilela

Eletrolão – Escândalos e corrupção se multiplicam no governo

Tribunal de Contas da União acusa a Eletrobras  de usar a RGR, reserva criada para financiar projetos de melhoria dos serviços elétricos à população, para ‘renegociação de dívidas das empresas do grupo Eletrobrás’ e ‘descaracterizar a inadimplência’

A Eletrobrás tem usado recursos de um fundo do setor elétrico para bancar dívidas contraídas por suas distribuidoras e tapar rombos financeiros dessas estatais. A manobra considerada ilegal foi constatada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que analisou as práticas da Eletrobrás na gestão dos recursos da Reserva Global de Reversão (RGR). ( Estadão)

Dilma pode ter cometido crime fiscal

dilmc3a3o

Após seis meses, a investigação conduzida pelo Tribunal de Contas da União e pelo Ministério Público sobre as contas públicas em 2013 e 2014 está concluída. Segundo o procurador do MP, governo pode ter incorrido em crime de responsabilidade fiscal. Entenda o caso e o que está em jogo a partir de agora: Leia mais aqui

Tercerização deverá ser votada nesta quarta-feira

A Câmara dos Deputados aprovou por 316 votos favoráveis o requerimento de urgência que permite ao plenário da Casa apreciar nesta quarta-feira, 8, o Projeto de Lei 4330/2004, regularizando o trabalho terceirizado no País. Houve 166 votos contrários ao projeto e três abstenções à urgência, que foi votada sem o texto final do projeto elaborado relator Arthur Maia (SD-BA). Ele deve apresentar o documento momento antes da votação, marcada para começar às 9h.

Com a urgência, o projeto pula uma fase: ficou dispensado de passar pelo crivo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Maia negociou com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, diversos pontos do projeto e acatou pedidos do principal expoente da área econômica.

A proposta que ele colocará em plenário vai determinar, entre outros pontos, que:

  • Somente poderão prestar serviço terceirizado empresas especializadas;

  • Familiares de empresas contratantes não poderão criar empresa para oferecer serviço terceirizado;

  • As empresas contratadas devem pagar 4% do valor do contrato para um seguro que irá abastecer um fundo para pagamento de indenizações trabalhistas;

  • As companhias contratantes deverão o que for devido pela empresa terceirizada contratada – INSS, Imposto de Renda (IR), PIS/Pasep, Cofins e CSLL. ( Estadão)

 

Imbassahy não foi acusado de nada – Luiza Maia está desinformada

“Não fui eu quem acusou Imbassahy de nada, mas o Ministério Público Federal e o Tribunal de Contas da União. Quero apenas que investigue”, declarou a  deputada Luiza Maia, do PT, ao ler seu  requerimento para abertura de uma CPI no intuito de investigar o superfaturamento da obra do metrô de Salvador, em 1999. Na época O atual deputado Antônio Imbassahy (PSDB) foi prefeito da capital.
 O fato das irregularidades terem ocorridas na mesma época da gestão de Imbassahy, não condiciona que Imbassahy seja acusado de nada e muito menos culpado. Ao contrário do que diz a deputada,  em nenhum momento o MP e o Tribunal acusaram Imbassahy.
Este mesmo raciocínio não é usado quando na gestão de Lula existiu o mensalão e na gestão de Dilma o petrolão. Em ambos os casos, a deputada petista nunca considerou  que Lula e Dilma fossem suspeitos.
Jorge Roriz

Confronto de manifestantes em frente ao Congresso Nacional

 

LBJR_Manifestacao-CUT-em-Brasilia0107042015

CRISE DE IDENTIDADE: ELES PROTESTAM CONTRA MEDIDAS DO GOVERNO MAS DEFENDEM A PERMANÊNCIA DO

Um grupo de manifestantes, que protesta em frente ao Congresso Nacional contra a votação do projeto de terceirização, entra em confronto com a Polícia Militar neste momento em Brasília. Os policiais fazem barreira para evitar a entrada dos manifestantes, mas muitos, com paus de bandeiras, avançam sobre os policiais, que reagem com bombas de efeito moral e spray de pimenta. Neste momento, a Polícia faz barreira humana para evitar a invasão do prédio do Congresso Nacional. A manifestação é organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). O projeto de terceirização está na pauta do plenário da Câmara nesta terça-feira e o governo trabalha para adiar para o final do mês a apreciação da proposta. (Adriana Fernandes/ Estadão)

Dia do Jornalista, Dia de Luta!

Por Marjorie da Silva Moura

A comemoração do Dia do Jornalista, nesta terça-feira, dia 07 de abril será marcada por vigilias em todos os sindicatos do Brasil com a votação da PEC 206/2012, a PEC do Diploma dos Jornalistas, que será realizada neste dia, em Brasília. Um novo Ato pela PEC do Diploma dos jornalistas, será realizado a partir das 14 horas, junto ao Salão Verde da Câmara dos Deputados, Brasília. Caravanas de sindicalistas, profissionais, professores e estudantes de São Paulo, Paraná, Goiás e DF, e do FNPJ – Fórum Nacional de Professores de Jornalismo confirmaram presença.

Toda a  Executiva da FENAJ estará presente, além de outros diretores da Federação e foram solicitadas senhas para acesso às galerias do plenário da Câmara. Outras entidades parceiras foram convidadas a mandarem representantes. Convidamos, ainda, todos deputados, senadores e inclusive ex-parlamentares que nos apoiam como Antônio Carlos Valadares e Inácio Arruda (respectivamente, autor e relator da PEC já aprovada no senado).

O Dia do Jornalista em 2015 será marcado pelo resgate da exigência de formação superior específica para o exercício do Jornalismo, um dos pilares da nossa regulamentação e fundamental para a valorização da profissão.

Acompanhe a votação pelo http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/tv/

Envie emails aos deputados pedindo voto para nossa causa

A votação pode acontecer nesta quinta-feira, dia 12/03/2015, em Brasilia.

dep.adailcarneiro@camara.leg.br,
dep.adalbertocavalcanti@camara.leg.br,
dep.adelmocarneiroleao@camara.leg.br,
dep.adelsonbarreto@camara.leg.br,
dep.afonsoflorence@camara.leg.br,
dep.alanrick@camara.leg.br,
dep.aliceportugal@camara.leg.br,
dep.aluisiomendes@camara.leg.br,
dep.antoniobrito@camara.leg.br,
dep.antonioimbassahy@camara.leg.br,
dep.arthuroliveiramaia@camara.leg.br,
dep.bacelar@camara.leg.br,
dep.bebeto@camara.leg.br,
dep.benitogama@camara.leg.br,
dep.caetano@camara.leg.br,
dep.claudiocajado@camara.leg.br,
dep.danielalmeida@camara.leg.br,
dep.davidsonmagalhaes@camara.leg.br,
dep.enioverri@camara.leg.br,
dep.eriveltonsantana@camara.leg.br,
dep.felixmendoncajunior@camara.leg.br,
dep.fernandotorres@camara.leg.br,
dep.irmaolazaro@camara.leg.br,
dep.joaocarlosbacelar@camara.leg.br,
dep.joaogualberto@camara.leg.br,
dep.jorgesolla@camara.leg.br,
dep.josefogaca@camara.leg.br,
dep.josenunes@camara.leg.br,
dep.luciovieiralima@camara.leg.br,
dep.marciomarinho@camara.leg.br,
dep.pauloazi@camara.leg.br,
dep.paulomagalhaes@camara.leg.br,
dep.robertobritto@camara.leg.br,
dep.ronaldocarletto@camara.leg.br,
dep.sergiobrito@camara.leg.br,
dep.tiaeron@camara.leg.br,
dep.ulduricojunior@camara.leg.br,
dep.valmirassuncao@camara.leg.br,
dep.waldenorpereira@camara.leg.br

Marjorie da Silva Moura
Presidente do Sinjorba
Diretora de Cultura e Eventos da Federação Nacional dos Jornalistas

Culto ao Pênis

2015-04-05t065130z_1918926435_gf10000049955_rtrmadp_3_japan-oddly

Centenas de japoneses participaram do Kanamara Matsuri, o festival de culto ao pênis, neste domingo (5). A festa, que celebra o órgão sexual masculino, acontece há mais de 40 anos em Kawasaki, cidade na província de Kanagawa, no Japão.

A atração principal do Kanamara Matsuri é uma procissão com estátuas de pênis gigante, que é carregado por mulheres e homens vestidos com roupas femininas. O ritual celebra a fertilidade e tem como objetivo conscientizar e arrecadar dinheiro para a prevenção de doenças sexuais transmissíveis.

A origem da celebração remonta ao período em que prostitutas de Kawasaki rezavam para o pênis de aço pedindo sucesso em seus negócios e proteção contra doenças sexuais.

Enterradas vítimas de acidente com helicóptero na Grande SP

Os corpos de três vítimas do acidente de helicóptero que matou cinco pessoas em Carapicuíba, na Grande São Paulo, na quinta-feira, 2, foram enterrados na tarde desta sexta-feira, 3, em cemitérios da zona sul da capital paulista. Um dos mortos no desastre aéreo foi o filho caçula do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Às 14h, foi sepultado o corpo do piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, no Cemitério Congonhas, no Jardim Marajoara. A cerimônia foi presenciada por parentes, amigos e vizinhos. Colega de profissão de Isquerdo, Valter Iglesias, que também é piloto de helicóptero, diz ter voado com o companheiro nos anos 1990, época em que trabalharam juntos. “Era amigo de todo mundo. Um profissional exemplar.” Ele acredita que o acidente tenha ocorrido por uma falha técnica. O corpo do mecânico Paulo Henrique Moraes, de 42 anos, foi enterrado às 15h, próximo ao do piloto Isquerdo. Estavam presentes familiares, colegas de trabalho e pilotos. Tanto Isquerdo quanto Moraes eram funcionários da Seripatri, dona do helicóptero. O corpo do mecânico Leandro Souza, de 34 anos, estava previsto para ser enterrado às 16h30 no Cemitério Parque das Cerejeiras, no Jardim Ângela. Acompanhavam o velório sua mulher, a cozinheira Priscila Souza, e o filho do casal, de nove anos. Souza era funcionário da empresa de manutenção Helipark. Também funcionário da Helipark, o mecânico Erick Martinho, de 36 anos, será enterrado em um cemitério na Vila Alpina, na zona leste. Já o corpo do filho do governador, Thomaz Alckmin, de 31 anos, seria sepultado no fim da tarde em um cemitério em Pindamonhangaba, no interior do Estado.

Luiz Fernando Toledo, Agência Estado

Mais um estranho acidente

Oficialmente os 05 tripulantes do helicóptero morreram. Mas surgiu um vídeo e um estranho personagem.” O cara não morreu? Pulou cara. Pulou” (ouça o estranho diálogo)

Eurocopter EC-155 B1, fazia um voo de teste após manutenção preventiva. O helicóptero tinha cerca de quatro anos de uso, “com aproximadamente 600 horas de voo” e estava com “documentação e manutenção rigorosamente em ordem”, segundo a empresa.

insta

Há suspeita, não confirmada, de que uma das hélices tenha se soltado.

O empresário e apresentador de TV João Dória Jr. se disse surpreso com o acidente. Ele relatou que ficou consternado porque já havia realizado voos ao lado de Thomaz Alckmin, além de ter também usado o helicóptero acidentado. “Era uma aeronave moderna e muito segura. Já voei nela com o piloto que estava no comando e também já voei com o Thomaz”.

CARAPICUÍBA – Peritos do Cenipa que estão recolhendo destroços da aeronave em Carapicuiba encontraram hoje pela manhã uma das cinco pás que fazem parte do rotor do helicóptero. A suspeita é de que a perda dessa pá possa ter causado a queda “incrivelmente vertical e rodando”, segundo peritos da Aeronáutica ouvidos pelo Estado.

O filho do governador Geraldo Alckimin, Thomaz Alckmin, morreu hoje (02/04) vítima de acidente de helicóptero. Thomaz sofreu três tentativas de assassinatos, disfarçados de “assaltos” e o segurança dele foi assassinado. Alckmin já tinha sido ameaçado de morte…
ALCKMIN VENCEU AS ELEIÇÕES E PERDEU O FILHO.
O ACIDENTE OCORRIDO HOJE, É SUSPEITO.
Eles são capazes de tudo.

Neste vídeo, (link abaixo) uma peça caiu e em seguida o helicóptero.

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/04/camera-registra-queda-de-helicoptero-que-matou-filho-de-alckmin.html

“Em fevereiro do ano passado, Thomaz e a filha dele ficaram no meio de um tiroteio após serem abordados por criminosos na região do Morumbi. Eles estavam em um carro sem blindagem quando outro veículo parou na frente, impedindo a passagem, e quatro homens saíram armados. O filho do governador estava acompanhado por um carro de escolta. Os policiais militares reagiram e houve troca de tiros com os criminosos.
Thomaz e a filha foram retirados do local em segurança, sem ferimentos. Os criminosos fugiram em seguida. Em 2002, ele já havia sido alvo de criminosos. Um PM que fazia a segurança de Thomaz foi baleado e morreu após trocar tiros com bandidos na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo.”
Morreram ainda no local o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e o mecânico Paulo Henrique Moraes, de 42, ambos da Seripatri, além de Erick Martinho, de 36, e Leandro Souza, de 34, mecânicos da Helipark, empresa de manutenção.

Segundo a empresa Seripatri, responsável pela operação do helicóptero, o piloto tinha mais de 30 anos de experiência na profissão. O acidente, informou a empresa, ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva.

O helicóptero era da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, e tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo

O  piloto tinha mais de 30 anos de experiência na profissão. A aeronave passou por manutenção preventiva e o voo foi após a manutenção.

Jorge Roriz.

Dilma esteve no velório do filho de Alckmin

A presidente da República, Dilma Rousseff, esteve em São Paulo no velório do filho do governador Geraldo Alckmin, Thomaz Rodrigues Alckmin, morto ontem em acidente de helicóptero. Dilma estava acompanhada dos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Joaquim Levy (Fazenda) e Edinho Silva (Comunicação), que também vieram dar os pêsames ao governador de São Paulo.

O vice-presidente da República, Michel Temer, também esteve no Hospital Israelita Albert Einstein, onde a família do governador recebeu amigos, políticos e parentes. Mais cedo, a presidente tinha emitido uma nota oficial lamentando a morte de Thomaz. “Presto, neste momento de dor e consternação, minha solidariedade e sentidos pêsames aos pais, familiares e amigos das vítimas”, disse Dilma no texto. Após permanecer cerca de 25 minutos no local, a presidente se retirou e deve voltar ainda hoje à Brasília.( VEJA)

Notas da empresa dona do helicóptero

Leia a íntegra da nota divulgada às 19h11 desta quinta:

“A Seripatri lamenta profundamente a morte dos quatro ocupantes do helicóptero de propriedade da empresa, em um trágico acidente na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira (2/4). Ocupavam a aeronave o piloto da empresa, com mais de 30 anos de experiência, e o mecânico, também funcionário da Seripatri. Os outros dois ocupantes eram mecânicos da Helipark, empresa de manutenção. O acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva. O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem. Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri está prestando toda a assistência necessária aos familiares das vítimas, bem como já destacou profissionais para acompanhar junto às autoridades as investigações das causas do acidente.”

Leia a íntegra da nota divulgada às 23h50:

“A Seripatri, com pesar, informa que foram cinco as vítimas do acidente com o helicóptero da empresa, ocorrido na tarde desta quinta-feira, na Grande São Paulo. Além do piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, 53, com mais de 30 anos de experiência, e do mecânico Paulo Henrique Moraes, 42, ambos funcionários da Seripatri, estava também Thomaz Alckmin, filho do governador Geraldo Ackmin (SP). Havia ainda outros dois ocupantes: Erick Martinho, 36, e Leandro Souza, 34, mecânicos da Helipark, empresa de manutenção. O acidente ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva. O helicóptero, da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo e estava com sua documentação e manutenção rigorosamente em ordem. Neste momento de luto e enorme tristeza para todos, a Seripatri presta suas condolências a todas as famílias das vítimas.”

Aécio: “Alckmin está devastado como qualquer pai estaria”

O senador Aécio Neves (PSDB) afirmou há pouco, ao deixar o velório de Thomaz Alckmin, filho do governador Geraldo Alckmin, que o correligionário está “devastado, como qualquer pai estaria”. Aécio disse que veio trazer a “mais profunda solidariedade”. “Geraldo e sua família têm muita fé e a fé vai ser a sua mais importante aliada para que ele possa enfrentar com a coragem de sempre esse momento tão difícil”, afirmou.

Aécio disse que teve uma breve conversa com o governador. “Ele disse apenas quando me abraçou que Thomaz estava com uma filhinha de 50 dias”, lamentou. O senador tucano disse que conhecia Thomaz. “Era um rapaz muito simples, discreto e distante dessa movimentação política toda”, disse.

Dilma vai ao velório, mas não fala com a imprensa

Dilma viajou desde Brasília até São Paulo em companha do ministro de Justiça, José Eduardo Cardozo, e de outros membros do governo federal para comparecer ao velório realizado no Hospital Israelita Albert Einstein.

A presidente, que não falou com a imprensa durante a cerimônia, divulgou uma nota oficial na qual expressou seu “pesar e tristeza” pela morte do jovem piloto e se solidarizou com o governador e sua esposa, Lu Alckmin, a quem transmitiu “sinceros e profundos pêsames”.

“Pronto, neste momento de dor e consternação, minha solidariedade e sentidos pêsames aos pais, parentes e amigos das vítimas”, acrescentou Dilma em seu comunicado. ( Estadão)

Nota de pesar – Falecimento Thomaz Rodrigues Alckmin

O Governo de São Paulo informa com imenso pesar que Thomaz Rodrigues Alckmin, o caçula dos três filhos do governador Geraldo Alckmin e de dona Lu Alckmin, é uma das cinco vítimas da queda do helicóptero EC-155 ocorrida na Grande São Paulo na tarde desta quinta-feira. Thomaz tinha 31 anos e era piloto profissional de aeronave. Ele deixa esposa, Tais, duas filhas, Isabela e Julia, e os irmãos Sophia e Geraldo Alckmin Neto.

Sob o impacto dessa tragédia, a família Alckmin, inconsolável, agradece as manifestações de pesar e carinho e busca conforto na fé que sempre a alimentou. Seus pensamentos e preces se estendem às famílias das outras vítimas.

Informações sobre velório e enterro serão divulgadas oportunamente, tão logo estejam definidas.

Líder do PSDB espera que TSE acolha cassação de Dilma

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), espera que o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acolha pedido protocolado no ano passado pelo partido para cassar o mandato da presidente Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer. Em pronunciamento nesta quarta-feira (1º), o senador apontou que auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou que os Correios foram utilizados sem a devida contratação da campanha, o que caracterizaria abuso de poder político.

Segundo Cássio, os avanços nas investigações da Operação Lava Jato também reforçam a consistência do pedido do PSDB, ao evidenciar que a campanha de Dilma teria sido beneficiada com recursos desviados da Petrobras. Cássio observou que o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que inicialmente foi negado pela ministra Maria Thereza de Assis Moura.

Hipótese de cassação

Se Dilma Rousseff e Michel Temer forem cassados, assumirá o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que deverá convocar novas eleições, conforme observou Cássio Cunha Lima. Ele acredita que uma nova disputa eleitoral poderia ser a saída para a atual crise pela qual passa o país. Segundo o líder do PSDB, o governo se sustenta hoje pela credibilidade pessoal do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

“O governo da presidente Dilma, hoje, se sustenta no CPF do ministro Levy e não no CNPJ da União. A crise de credibilidade chegou a tal ponto que o que sustenta, ainda, minimamente, o governo brasileiro é a trajetória pessoal do Levy. O país vive uma crise grave e profunda na economia, na política, nas instituições. Uma crise de credibilidade e também uma crise ética. E o que nos preocupa é que não há um caminho claro a seguir. Estamos numa nau sem rumo. Não há sensação de governo, porque até mesmo as atribuições mais elementares da Presidência da República não estão sendo cumpridas”, lamentou.

Da Liderança do PSDB no Senado

O Inferno é o Limite


Carta de Formulação e Mobilização Política – Quinta-feira, 2° de abril de 2015

Estamos diante da ‘dilmização’, um quadro com erosão de popularidade, perda de apoio político e descontrole na economia só visto nos piores momentos da República

Mais uma pesquisa de opinião mostra a rejeição ampla, geral e quase irrestrita a Dilma Rousseff e seu governo. A petista vai igualando recordes negativos e garantindo seu lugar na história entre os presidentes mais odiados pelos brasileiros.

Segundo o Ibope

, em pesquisa encomendada pela CNI, 64% dos brasileiros consideram que o governo que Dilma faz é ruim ou péssimo. O percentual mais que dobrou nestes três primeiros meses de mandato – em dezembro era 27%. Apenas 12% acham sua gestão ótima ou boa.

A maneira de Dilma governar é desaprovada por 78% da população e só 19% têm opinião oposta. Para completar o quadro, para cada brasileiro que confia na presidente da República três não confiam: em percentuais, são 24% e 74%, respectivamente.

A rejeição vai de Norte a Sul, de pobres a ricos, de letrados a analfabetos. A base eleitoral que sustentou as vitórias do PT nas últimas quatro eleições também rejeita Dilma. São 60% de ruim e péssimo entre os que têm renda familiar até um salário mínimo; 56% entre os menos escolarizados e 55% no Nordeste.

O governo Dilma é fartamente desaprovado em todas as nove áreas de atuação pesquisadas pelo Ibope. Há casos em que o desastre é quase unanimidade. A política para os juros é rejeitada por 89% e a de imposto, por 90%. Saúde, segurança e combate à inflação são desaprovados por pelo menos 80% dos brasileiros.

Pela baixíssima aprovação que ora exibe (12%), nem mesmo os petistas apoiam a presidente – a outra hipótese é que os petistas representam mesmo é apenas esta mixaria da população brasileira. O percentual coincide com o que já haviam apontado as pesquisas de opinião feitas pelo Datafolha

e pelo  MDA nas últimas semanas.   Segundo O Estado de S. Paulo , Dilma já é a presidente mais rejeitada da história dentro da série de pesquisas realizadas pelo Ibope, lado a lado com os piores índices registrados por José Sarney, em julho de 1989.

No Valor Econômico , a comparação é com João Baptista Figueiredo e Fernando Collor de Mello, presidentes da República que, à sua época, tinham um país quase ingovernável nas mãos, com inflação comendo solta, economia em estado de catatonia e nenhuma base de apoio política.

Na crônica política, momentos de tremendo baixo astral e parcas esperanças de melhora, com erosão de popularidade, perda de suporte parlamentar e descontrole na economia costumam ser chamados de “sarneyzação”. A continuar o quadro atual, teremos em breve um novo neologismo na língua portuguesa: a “dilmização”. Pior do que está fica. O inferno é o limite para Dilma Rousseff.

Este e outros textos analíticos sobre a conjuntura política e econômica estão disponíveis na página do Instituto Teotônio Vilela

O cinismo de Lula não tem limites

Parece não ter limites o cinismo do ex-presidente Lula diante de tantos escândalos protagonizados pos pessoas ligadas ao PT. Como se não bastasse um manifesto aprovado pelo partido, em que os petistas alegam que a legenda está sendo vítima de perseguição por suas “virtudes”, o ex-presidente disse estar indignado com a corrupção. “Indignada está a sociedade”, rebateu o deputado Daniel Coelho (PE), nesta quarta-feira (1º).

Parecendo esquecer que seu partido é o responsável pela nomeação dos ex-diretores envolvidos em irregularidades na Petrobras, Lula, o indignado, defendeu a estatal durante evento com sindicalistas na terça-feira (31). Ele afirmou, em tom crítico à imprensa e à oposição, que os delatores da operação Lava Jato são “bandidos que passaram a virar heróis”.

O deputado pernambucano rechaçou a declaração do petista e lembrou: “O PT não pode esquecer que foi quem indicou esses bandidos, e muitos continuam nos quadros do partido exercendo seus cargos”, criticou, ao citar o nome do tesoureiro João Vaccari Neto, que é publicamente defendido por Lula.

Vaccari é réu em ação penal que tramita na Justiça Federal de Curitiba sob a acusação de corrupção e lavagem de dinheiro. O tesoureiro teria intermediado para o PT doações oriundas de propina cobrada de contratos entre fornecedores e a Petrobras, conforme relatado por delatores na Operação Lava Jato, inclusive para a campanha presidencial.

Apesar de “tanta indignação” do maior ícone da sigla, Vaccari segue no cargo. Em dois eventos recentes realizados pelo partido, chegou, inclusive, a ser aplaudido pelos correligionários. Para Daniel Coelho, era preciso que houvesse atitudes completamente diferentes para comprovar a tal indignação do ex-presidente, que mais uma vez – tal como no mensalão – ”não sabia de nada” referente ao petrolão.

“No momento em que a população reclama do que aí está, eles deveriam tomar atitudes moralizadores de fato, como diminuir ministérios e afastar verdadeiramente esses corruptos do partido, mas preferem arrumar desculpas e justificativas. Esses são os bandidos que fazem parte do PT e estão assaltando a Petrobras”, apontou.

O tucano afirma que o Partido dos Trabalhadores não consegue reconhecer os erros de alguns de seus militantes. “Eles estão com dificuldade de compreender o momento. A toda hora tentam colocar uma culpa que é deles na oposição, na crise internacional e até na CIA. Não compreendem o que está acontecendo e por isso estão afundando o Brasil ainda mais em uma crise”, lamenta.

Do PSDB na Câmara/Reportagem: Djan Moreno/ Foto: Alexssandro Loyola

PT divulga nota dizendo que está sendo atacado

O PT divulgou nesta segunda-feira, 30, um manifesto, que foi composto por dirigentes estaduais do partido, com aval do presidente nacional da legenda, Rui Falcão, e do ex-presidente Lula. O documento diz que o PT está “sob forte ataque”

Ao falar das denúncias de escândalos na Petrobras, o documento dos dirigentes petistas diz que querem fazer do PT “bode expiatório da corrupção nacional” e repete que o partido é favorável à completa investigação de malfeitos e afastamento de partidários, caso sejam condenados em virtude de “falcatruas”.

 

O ATAQUE CONTRA O PT É FRUTO DO TRABALHO DE JOAQUIM BARBOSA, SÉRGIO MORO E DA POLÍCIA FEDERAL.

O ATAQUE CONTRA O PT É FRUTO DAS MENTIRAS DE DILMA NA CAMPANHA POLÍTICA E AGORA SENTIDAS E DESMASCARADAS NO BOLSO DO POVO

JORGE RORIZ

Das 6.150 creches prometidas em 2010, Dilma entregou 786

A candidata Dilma Rousseff, ainda na campanha presidencial de 2010, gritava a alto e bom som que nos anos seguintes iriam construir 6.150 novas creches e pré-escolas em todo o território nacional.
O último balanço oficial do governo aponta para a construção de apenas 786 creches e pré-escolas concluídas, cerca de 12% do total prometido nos palanques.

Lula, Levy e Dilma……

“Levy admite que o Brasil pode perder o grau de investimento, o crescimento de 2014 foi de 0,1% e a inflação de 2015 deve bater em 8%. Sem falar na Petrobrás…”

“Lula, o PT, o MST, a CUT e outros menos cotados já perderam no primeiro embate de rua, quando suas camisas vermelhas não fizeram frente ao tsunami de 15 de março pelo País inteiro. Logo, Lula é um gênio da política, mas pode estar enveredando pelo caminho errado ao ir para o confronto”

Eliane Castanhêde

Creche, mas um fracasso de Dilma

Como se dizia antigamente, mentira tem perna curta. Não adianta tentar enganar a todos, todo o tempo porque em alguma hora a verdade se revela de maneira inquestionável. Em muitos casos, nem mesmo a omissão resolve, com a falta de transparência que existe no governo Dilma Rousseff.

A candidata Dilma Rousseff, ainda na campanha presidencial de 2010, gritava a alto e bom som que nos anos seguintes iriam construir 6.150 novas creches e pré-escolas em todo o território nacional.

A promessa, com tom menor, repetiu-se na campanha eleitoral de 2014, mesmo com o fracasso dos quatro primeiros anos de seu governo, e as advertências que  denunciamos aqui, como se pode reler nos links http://www.psdb.org.br/mulher/mais-creches-menos-promessas-por-thelma-de-oliveira/ e‪http://www.psdb.org.br/mulher/dilma-no-pais-das-maravilhas-por-thelma-de-oliveira/.

Agora a verdade aparece, de maneira irrefutável. O jornal Folha de S. Paulo publicou uma material em que demonstra, com números, o que de fato ocorre nesse fracassado governo Dilma Rousseff.

O último balanço oficial do governo aponta para a construção de apenas 786 creches e pré-escolas concluídas, cerca de 12% do total prometido nos palanques.

O mesmo jornal apresentou, também, os dados da execução orçamentária do programa no passado e comprovou que foram gastos apenas 23% do total previsto.

Não adianta tentar enganar o povo com campanhas publicitárias que criam um mundo irreal, cheio de fantasias, desejos e fantasias que não se concretizam.

A realidade é bem dura, especialmente para as milhares de mães brasileiras que não dispõem de uma creche para deixar os seus filhos em segurança e poder trabalhar.

No fundo, o governo Dilma Rousseff atua na área de creches e pré-escolas do mesmo modo que trabalha com o restante dos problemas que atormentam o Brasil, muito deles provocado pelos anos de atraso dos governos petistas na União: com incompetência e ineficiência.

Desde que o programa foi criado, o governo tentou diversas fórmulas e maneiras para formalizar a parceria com municípios, sem sucesso.

Mudou o modelo de parceria, mudou o edital para empresas construírem as creches e pré-escolas, buscou estimular prefeituras, mas não conseguiu.

Ou seja, nada diferente do que ocorre na economia, na política e na vida social do Brasil.

O modelo econômico levou a inflação, ao pibizinho e ao aumento do desemprego, que pode atingir milhões de brasileiros nesse ano – mulheres e jovens são os primeiros e os mais atingidos, segundo pesquisas nacionais.

Na política, as derrotas do Governo Dilma no Congresso Nacional se tornam constantes, o que revela a tibieza do Palácio do Planalto.

E no social, infelizmente, deteriora-se a condição de vida do brasileiro, obrigado a se virar diante dessa realidade.

A solução é continuarmos conscientizando as mulheres e a população em geral de que precisamos demonstrar nossa indignação com tanto fracasso.

No dia 12 abril, vamos de novo às ruas mostrar o verdadeiro Brasil.

Sem mentiras, sem omissões!

SOLANGE JUREMA

 

Lula e o PT estão mortos

REINALDO AZEVEDO

 

É uma delícia ser lido por uma esmagadora maioria de sabidos, mas vocês entendem, não é? Blogs ainda não contam com mata-burro. Quando escrevo que o PT está morto, alguns quadrúpedes acham que estou prevendo o fim do partido para amanhã. Não! O que estou dizendo é que o projeto hegemônico da legenda foi por água abaixo. Acabou! Não haverá a ditadura do astro-rei, em torno do qual orbitariam não mais do que satélites. Chegamos a correr, sim, esse risco. Da mesma sorte, quando afirmo que Lula está acabado, não estou antevendo para breve a sua passagem — sim, todos passaremos, não é?, eu também… O chefão do PT vive, mas o demiurgo está morto. Não tem mais como se apresentar como a voz de Deus ou como um seu intermediário. Em quatro meses, o discurso do Babolorixá de Banânia envelheceu 40 anos.

Nesta terça, Lula reuniu sindicalistas e ditos líderes de autoproclamados “movimentos sociais” no Sindicato dos Bancários de São Paulo num ato, quem diria?, em defesa da Petrobras e contra a corrupção. Que coisa! Vejam trecho de seu discurso, que está no YouTube. Volto em seguida.

 

Como se nota, para o petista, a corrupção na Petrobras é obra de uma pessoa ou outra, o objetivo era só enriquecer alguns larápios, o dinheiro não foi enviado para os partidos políticos, e ele próprio, Lula, é o brasileiro mais indignado com a roubalheira.

O poderoso chefão fez esse discurso no dia em que ficamos sabendo que Alberto Youssef disse ter entregado, pessoalmente, grana para a cunhada de João Vaccari Neto, tesoureiro do PT. Mais: um funcionário seu, afirmou o doleiro, deixou uma mala de dinheiro na sede do PT nacional, em São Paulo.

No evento, José Sérgio Gabrielli, o petista que presidiu a Petrobras durante a lambança, foi saudado como herói. E Lula desafiou qualquer pessoa a provar que o aliado cometeu alguma irregularidade.

É uma pena que seja tão preguiçoso para ler. Já confessou que até Chico Buarque lhe dá sono (não há como censurá-lo por este particular…). Oscar Wilde, então, nem pensar. Não fosse essa preguiça, o ex-presidente deveria se dedicar ao romance “O Retrato de Dorian Gray”, que recomendo vivamente a todos os leitores.

Dorian é um rapaz notavelmente bonito, que tem sua figura estampada num retrato. Por circunstâncias várias, leiam lá, consegue a eterna juventude, e quem envelhece em seu lugar é o retrato. Leva uma vida dissoluta e sem limites, provoca uma série de desastres à sua volta, mas não perde a juventude. A imagem do retrato, no entanto, vai envelhecendo e estampando os horrores de sua alma. Quem leu sabe como termina. Quem não leu deve fazê-lo.

Lula era o Dorian Gray da política — não pelos dotes físicos, claro!, mas, como diria Camões, pelos transes da ventura, da sorte. As barbaridades perpetradas pelo PT e pelos governos petistas nunca haviam vincado a sua imagem. Permanecia, aos olhos de milhões, o líder popular impoluto, em quem nada colava. Escândalo do mensalão? Ele proclamava: “É golpe!”. E a farsa prosperava, com a colaboração da máquina maligna do petismo, infiltrada em todas as esferas do estado brasileiro, na imprensa, nas ONGs, nos tais movimentos sociais. Um bando de larápios foi flagrado comprando um dossiê para incriminar adversários? Lula mandava ver: “São aloprados! Nada têm a ver com o PT”. Dorian desfrutava o mundo e destruía pessoas com seu hedonismo irresponsável; Lula, com a sua tagarelice agressiva, compulsiva e rasa.

Mas o retrato do chefão — e o do PT — iam envelhecendo no porão da história. As marcas iam ficando. E finalmente se quebrou o encanto. Não! Essa narrativa não terá, como a outra, um momento de arrependimento e contrição para pôr fim à monstruosidade moral. Não há, no companheiro, resquício de consciência culpada. É a população que, finalmente, colou o retrato de Lula — aquele líder inventado pelas esquerdas universitárias e pela imprensa — ao Lula que realmente existe.

Assistam ao vídeo de Lula na reunião desta terça com os petistas. O líder está velho. Está acabado. Está passado. Não me refiro à decadência física, de que todos somos vítimas. Falo é da decadência moral mesmo, ética, espiritual se quiserem.

Num dado momento, diz o mito decadente: “Porque hoje, se tem um brasileiro indignado sou eu. Indignado com a corrupção”. Que patético! Não! Há muitos milhões de brasileiros muito mais indignados. Há muitos milhões de brasileiros que já não caem mais nessa conversa. Há muitos milhões de brasileiros que enxergam na cara do próprio Lula as marcas dos governos petistas.

O PT está morto.

Lula está morto.

Mas o Brasil vive nas ruas, nas pessoas que trabalham, que estudam, que trabalham e estudam. E Lula e o PT não as representam.

Texto publicado originalmente às 4h08

 Reinaldo Azevedo

PEC do Diploma será votada no Dia do Jornalista, afirmam entidades

Segundo o deputado Paulo Pimenta, é preciso analisar quais foram os efeitos da mudança promovida pelo STF ( da não exigência do diploma)

“O que nós temos que nos perguntar é: Quais foram os benefícios que essa mudança trouxe para a sociedade ao longo dos anos? Reduziu o monopólio? Não. Ao contrário, precarizou as relações trabalhistas e desqualificou o profissional”.

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), marcou data para a votação da PEC do Diploma (386/09), que restabelece a exigência da formação superior para o exercício do jornalismo. Após mobilização da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e dos sindicatos da classe nessa quarta-feira, 25, o parlamentar teria anunciado ao deputado Paulo Pimenta (PT-RS), autor da proposta na Casa, que o assunto será discutido em 7 de abril, dia em que é comemorado o Dia do Jornalista.

pec diplomaSegundo as entidades que organizaram o ato, a aprovação da PEC já conta com o apoio das bancadas de partidos como PMDB, PSOL e PPS. A vice-presidente da Fenaj, Maria José Braga, defendeu a regulamentação da profissão, alegando que a atividade exige qualificação. “O jornalismo é garantidor da liberdade de expressão coletiva. É por meio dos jornalistas que a sociedade pode ter acesso à diversidade e pluralidade de opiniões”, disse.
Desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional a exigência da graduação para o exercício da profissão, em 2009, sindicatos, profissionais e estudantes se mobilizam em defesa do jornalismo. “Queremos que o ato se encerre com a comemoração da vitória”, afirmou Maria José, que já prepara novo encontro para o dia da votação.

Após ter sido aprovada por comissão especial em julho de 2010, a PEC 386/09 tramitava na Câmara aguardando inclusão na pauta do plenário. O debate sobre o assunto chegou a ser agendado para o último dia 10, mas não foi discutido. A proposta visa alterar o primeiro parágrafo do artigo 220 da Constituição, explicitando a necessidade de diploma de curso superior de jornalismo.

Outra  Proposta de Emenda à Constituição que restabelece o diploma de jornalismo para atividade profissional, de autoria do Senador Antônio Carlos Valadres (PSB-SE), foi aprovada no dia 30/11/ 2011 no Senado Federal. O resultado final foi 65 votos favoráveis contra apenas 7 manifestações contrárias. Entre os que votaram “Não” à PEC, estão os senadores Fernando Collor de Melo (PTB), Aloísio Nunes (PSDB), Demóstenes Torres (DEM), Kátia Abreu (PSD) e Renan Calheiros (PMDB).  Mas esta proposta não foi votada na Câmara

O problema é que a PEC do deputado Paulo Pimenta,  se aprovada na Cãmara no próximo dia 07 de abril,  precisa ser aprovada no Senado e lá, Renan Calheiros é contra….. Vai passar quantos anos para ser votada no Senado? ( Jorge Roriz).

Fonte: Portal Comunique-se

A Sinceridade de Levy : A Casa vai cair…….

Nosso ministro da fazenda, Joaquim Levy,  é o único que pode fazer algo para melhorar o país. Os  adeptos do petismo, por ignorância, estranham que  um homem com ideias “direitistas” e tucanas,esteja no no ministério mais importante para a economia  do Brasil, mas se as duras medidas impopulares não  forem tomadas, o país não volta aos trilhos do crescimento. Para curar o fracasso econômico de Dilma, o remédio é amargo.

Levy faz afirmações  que desagradam a presidenta, porém se ele sai,r a Casa vai cair……. Não se sabe por quanto tempo Dilma vai mante-lo no cargo…….

 

“A gente pode ter um trimestre de recessão, e isso não quer dizer nada em relação ao crescimento”.

Em entrevista ao jornal inglês “Financial Times”, Levy derrapou outra vez: “O programa de seguro-desemprego é completamente ultrapassado”.

Programa de desoneração da folha de pagamento –  adotado por Guido Mantega “Você aplicou um negócio que era muito grosseiro. Essa brincadeira nos custa R$ 25 bilhões por ano”.

Em palestra para ex-alunos da Universidade de Chicago, onde se graduou, Levi disse em inglês o que pode ser traduzido assim: “Acho que há um desejo genuíno da presidente de acertar as coisas, às vezes não da maneira mais fácil, mas… Não da mais efetiva, mas há um desejo genuíno”.

Dilma aguenta firme porque não encontrará um substituto em condições de substitui-lo.

Jorge Roriz

Novo ministro de comunicação foi tesoureiro do PT

Publicado no Estadão

ELIANE CANTANHEDE

A ida de um ex-tesoureiro do PT para a Secretaria de Comunicação da Presidência é um exemplo estridente do isolamento de Dilma Rousseff, enclausurada no PT, sem saída. É duplamente dramático, porque Dilma está fraca, o PT está fraco e um puxa o outro ainda mais para baixo. Típico abraço de afogados, com uma amarga ironia: a única boia à vista é a receita Joaquim Levy — que significa o oposto do que Dilma e o PT pregavam.

» Clique para continuar lendo

Brasil: em crise energética o país vai reformar e doar usina para o cacoleiro Evo

lula-com-o-color-de-folhas-de-coca1

CRIME DE LESA PÁTRIA. FALTA DINHEIRO PARA OBRAS NO PAÍS, MAS SOBRA DINHEIRO PARA DOAÇÕES AOS PAÍSES TERRORISTAS, PRODUTORES DE DROGAS E COMUNISTAS ( VENEZUELA, CUBA, BOLÍVIA)

Em meio a uma crise de energia sem precedentes no País e em busca de fontes alternativas para evitar um racionamento, o governo brasileiro vai gastar R$ 60 milhões para reformar e doar uma usina térmica para a Bolívia. O Ministério de Minas e Energia está nas tratativas finais para viabilizar a negociação.

A usina térmica Rio Madeira pertence à Eletronorte, uma das empresas do grupo Eletrobras. Inaugurada em 1989, ela foi uma das responsáveis por abastecer os estados de Rondônia e Acre por 20 anos. Com potência de 90 megawatts, o empreendimento fica em Porto Velho (RO) e é capaz de fornecer energia para uma cidade de 700 mil habitantes.

Leia a matéria no Estadão